Vice-governador leva demandas da Bahia a Temer

Em meio às discussões sobre o acordo de negociação da dívida dos estados com a União, o vice-governador da Bahia, João Leão (PP), apresenta as demandas da Bahia nesta segunda-feira, ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles; e ao presidente interino do governo provisório, Michel Temer; "A reunião prévia foi altamente produtiva, porém a Bahia fez o dever de casa com um freio de arrumação que conseguimos dar lá atrás. Nosso endividamento é relativo, porque estamos com o Estado arrumado. Nós queremos é investimento", disse Leão

Em meio às discussões sobre o acordo de negociação da dívida dos estados com a União, o vice-governador da Bahia, João Leão (PP), apresenta as demandas da Bahia nesta segunda-feira, ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles; e ao presidente interino do governo provisório, Michel Temer; "A reunião prévia foi altamente produtiva, porém a Bahia fez o dever de casa com um freio de arrumação que conseguimos dar lá atrás. Nosso endividamento é relativo, porque estamos com o Estado arrumado. Nós queremos é investimento", disse Leão
Em meio às discussões sobre o acordo de negociação da dívida dos estados com a União, o vice-governador da Bahia, João Leão (PP), apresenta as demandas da Bahia nesta segunda-feira, ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles; e ao presidente interino do governo provisório, Michel Temer; "A reunião prévia foi altamente produtiva, porém a Bahia fez o dever de casa com um freio de arrumação que conseguimos dar lá atrás. Nosso endividamento é relativo, porque estamos com o Estado arrumado. Nós queremos é investimento", disse Leão (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Em meio às discussões sobre o acordo de negociação da dívida dos estados com a União, o vice-governador da Bahia, João Leão (PP), apresenta as demandas da Bahia nesta segunda-feira (20), ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles; e ao presidente interino do governo provisório, Michel Temer.

Para além da renegociação da dívida, o Estado da Bahia quer 'rápida resposta' no processo de liberação de crédito internacional, além do cumprimento da transferência de verbas obrigatórias e a continuidade de pagamentos das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

A prioridade estabelecida pelo governador Rui Costa foi reiterada por João Leão durante encontro preparatório entre governadores, vices e secretários de Fazenda realizado na residência oficial do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, na manhã desta segunda (20).

"A reunião prévia foi altamente produtiva, porém a Bahia fez o dever de casa com um freio de arrumação que conseguimos dar lá atrás. Nosso endividamento é relativo, porque estamos com o Estado arrumado. Nós queremos é investimento", disse Leão.

O vice-governador também listou as obras prioritárias para o estado. "Queremos colocar a Ferrovia Oeste-Leste para andar, o Porto Sul, a Ponte Salvador-Itaparica, melhorar a situação das rodovias".

Leão lembrou ainda que há estados com reais problemas com a questão da dívida com a União e outros sem conseguir pagar a folha de pessoal, o que não é a realidade da Bahia. "O que queremos realmente é aumentar a infraestrutura no estado", enfatizou o vice-governador.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247