Vídeo mostra briga entre o jogador Dudu, do Palmeiras, e esposa

A esposa do jogador do Palmeiras Dudu, Mallu Ohanna, o acusa de agressão física

Dudu
Dudu (Foto: Agência/Palmeiras)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A defesa do jogador do Palmeiras Dudu divulgou um vídeo da parte externa do condomínio de sua esposa, Mallu Ohanna, em São Paulo na última sexta-feira (22) no qual é possível ver um desentendimento entre o casal. Vale ressaltar que Dudu e Mallu são oficialmente casados, mas não moram mais juntos.

Segundo Mallu Ohanna, em conversa com o UOL, as agressões que partiram do jogador e motivaram um boletim de ocorrência aconteceram na garagem do prédio. As imagens das câmeras internas não foram divulgadas, e não se sabe ainda sequer se elas existem. "Esses são os vídeos do lado de fora. Eu tento pegar o celular. Nos empurramos. Quando entro no carro, ele puxa meu cabelo, me agride. E o assessor dele, o Thiago, me puxa forte pelo ombro para que eu não entrasse. Me machuca. Tá doendo até agora. Quero saber por que ele não entregou os vídeos de dentro da garagem. Mas eu vou entregar aqui. Me agride ainda mais".

"Essa é a segunda parte da confusão. Ele chegou em seu carro branco, entrou na garagem, começou a confusão. Me agrediu. Então chamou seu advogado, que chegou com o assessor do Dudu. O advogado orientou que ele deixasse o carro na minha garagem e fosse embora no carro do Thiago [assessor], aquele preto das imagens", completou.

À Band, o jogador palmeirense negou as acusações. "Fiquei sabendo hoje do que ela estava me acusando, falei com meu advogado e nós viemos até a delegacia por vontade própria nossa. Eu apresentei minha versão do que aconteceu, o delegado escutou, o escrivão escutou e já vão chegar algumas imagens que provam que eu não fiz nada. Para esclarecer mais ainda, você pedem para a minha assessoria, meu advogado".

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247