Vitti na TBC: “Racha entre Caiado e Daniel favorece Eliton”

O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, José Vitti (PSDB), foi sabatinado, ao vivo, Roda de Entrevista, da nova TBC, nesta terça-feira (20); o deputado comentou temas polêmicos como o racha na oposição, as dúvidas sobre a candidatura de José Eliton e os deputados faltosos; "Não sabemos o tamanho do estrago desse racha na oposição, mas claro que nos favorece. Eu entendo que existindo três candidaturas e uma delas ficando desidratada, como se desenhou hoje; isso nos ajudaria muito num possível segundo turno"

Vitti na TBC: “Racha entre Caiado e Daniel favorece Eliton”
Vitti na TBC: “Racha entre Caiado e Daniel favorece Eliton”

Goiás 247 - O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, José Vitti (PSDB), foi sabatinado, ao vivo, Roda de Entrevista, da nova TBC, nesta terça-feira (20). Aos jornalistas Enzo de Lisita, Marcos Nunes Carreiro e Rosane Kotoski, o deputado comentou temas polêmicos como o racha na oposição, as dúvidas sobre a candidatura de José Eliton e os deputados faltosos.

Vitti é hoje um dos nomes mais fortes da base aliada e vai ser peça-chave na campanha de Eliton. O presidente da Alego disse que o vice-governador assume protagonismo no próximo dia 7 de abril, ao virar o comandante da administração estadual.

"Zé Eliton tem um desafio muito grande a partir do dia 7 de abril, que é mostrar o seu jeito de governar. Ele terá oportunidade de crescer nas pesquisas como governador. Obviamente, se isso não acontecer, pode desmotivar a nossa base. Não podemos tapar o sol com a peneira”, afirmou.

José Vitti não ficou na defensiva ao comentar o racha na oposição entre os grupos do senador Ronaldo Caiado (DEM) e do deputado federal Daniel Vilela (MDB). Nesta terça-feira, um grupo de prefeitos importantes do MDB declararam apoio formal ao projeto governista de Caiado.

"Não sabemos o tamanho do estrago desse racha, mas claro que nos favorece. Eu entendo que existindo três candidaturas e uma delas ficando desidratada, como se desenhou hoje; isso nos ajudaria muito num possível segundo turno. Estando no segundo turno, vejo nosso grupo sendo apoiado por esse MDB que não está com o Caiado. Essa história de que eles estarão juntos num possível segundo turno não me convence", analisou Vitti.

Cotado como um dos nomes do PSDB para a prefeitura de Goiânia em 2020, o presidente do Legislativo afirmou que o partido precisa planejar "muito bem" a candidatura. "Um projeto como esse precisa ser bem planejado e construído. Minha prioridade agora é ser eleito em 2018. Lá na frente, posso me colocar à disposição para postular a prefeitura.

Veja abaixo alguns outros temas comentados por Vitti:


Nova sede da Alego

Vitti afirmou que até o final de seu mandato como presidente a obra estará licitada. Ele disse que a sede atual já suporta a demanda. "Não há estacionamento suficiente, a imprensa tem dificuldade para trabalhar. Minha meta é colocar ao menos um tijolo nesta nova obra. Ela vai sair".

Orçamento impositivo

O deputado disse que era reivindicação antiga dos deputados e que só não prosperou até hoje porque houve a crise financeira que abalou o País nos últimos anos. “O sentimento é o de aprovar o projeto para que ele valha a partir de 2019. Assim, o jogo fica zerado e quem assumir saberá que terá de lidar com orçamento impositivo”.

Servidores externos

Vitti entende que o MP se equivocou ao denunciar uma funcionária do gabinete do deputado Luis Cesar Bueno (PT) que, segundo o petista, cuidava da comunicação dele. “É humanamente impossível um gabinete de 10 metros quadrados ter 40 servidores. Pelo que li da denúncia, creio Luis Cesar vai conseguir facilmente provar que a servidora não é fantasma”.

Candidatura Luciano Huck

"Não consigo enxergar a candidatura de Huck como uma coisa séria. Não seria adequado para um País que está precisando se desenvolver entregar a presidência da República a um apresentador de TV nas tarde de sábado. Não dá para entender, com todo respeito".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247