Wagner: ‘Deixem Lula ser candidato e derrotem ele nas urnas’

Ex-ministro Jaques Wagner volta a dizer que Lula é "perseguido" pela Justiça e pela mídia para não poder ser candidato em 2018, e diz que este movimento é capitaneado "por aqueles que só sabem ganhar no tapetão e ficam com medo"; "Vamos aguardar o que a justiça vai fazer. Acredito que é um erro interditar a candidatura de Lula para 2018. Se querem derrotar o Lula, deixem ele ser candidato e derrotem nas urnas", diz Wagner; ele não vê outro caminho para tirar o País da crise senão por via de eleições diretas, e não acredita no potencial de nenhum dos nomes cotados para o pós-Temer; "Eu, hoje, não vejo um nome para substituir Temer. O Congresso está perdido"

Ex-ministro Jaques Wagner volta a dizer que Lula é "perseguido" pela Justiça e pela mídia para não poder ser candidato em 2018, e diz que este movimento é capitaneado "por aqueles que só sabem ganhar no tapetão e ficam com medo"; "Vamos aguardar o que a justiça vai fazer. Acredito que é um erro interditar a candidatura de Lula para 2018. Se querem derrotar o Lula, deixem ele ser candidato e derrotem nas urnas", diz Wagner; ele não vê outro caminho para tirar o País da crise senão por via de eleições diretas, e não acredita no potencial de nenhum dos nomes cotados para o pós-Temer; "Eu, hoje, não vejo um nome para substituir Temer. O Congresso está perdido"
Ex-ministro Jaques Wagner volta a dizer que Lula é "perseguido" pela Justiça e pela mídia para não poder ser candidato em 2018, e diz que este movimento é capitaneado "por aqueles que só sabem ganhar no tapetão e ficam com medo"; "Vamos aguardar o que a justiça vai fazer. Acredito que é um erro interditar a candidatura de Lula para 2018. Se querem derrotar o Lula, deixem ele ser candidato e derrotem nas urnas", diz Wagner; ele não vê outro caminho para tirar o País da crise senão por via de eleições diretas, e não acredita no potencial de nenhum dos nomes cotados para o pós-Temer; "Eu, hoje, não vejo um nome para substituir Temer. O Congresso está perdido" (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - O ex-ministro Jaques Wagner volta a dizer que Lula é "perseguido" pela Justiça e pela mídia para não poder ser candidato em 2018, e diz que este movimento é capitaneado "por aqueles que só sabem ganhar no tapetão e ficam com medo".

"Vamos aguardar o que a justiça vai fazer. Acredito que é um erro interditar a candidatura de Lula para 2018. Se querem derrotar o Lula, deixem ele ser candidato e derrotem nas urnas", disse Wagner, que atualmente é secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia.

Ele não vê outro caminho para tirar o País da crise senão por via de eleições diretas. Jaques Wagner não acredita no potencial de nenhum dos nomes cotados para o pós-Temer sem eleições. 

"Sarney foi o primeiro presidente depois do governo autoritário, FHC teve um papel importante na história do Real e o Lula foi importante na história social do povo. Eu não sei se os ex-presidentes se reuniram para articular um nome. Mas eu, hoje, não vejo um nome para substituir Temer. Falam de Nelson Jobim, mas parece que ele já declinou. No PSDB se fala de Tasso Jeireissati, um homem que é empresário, mas está em uma coisa conflitiva, difícil. O próprio Congresso está perdido. O impeachment forjado está dando nisso aí".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247