Wagner: "Nunca houve essa coisa de mensalão"

Governador Jaques Wagner avalia os desdobramentos da Ação Penal 470; "O que houve foi alguém dizer que precisava de recursos para se eleger e o outro chegar e dizer 'tome aqui'"; chefe do Executivo baiano diz ainda que o PT não deve se calar e que "o partido não será lembrado pelo escândalo, mas sim pelas transformações sociais"

Wagner: "Nunca houve essa coisa de mensalão"
Wagner: "Nunca houve essa coisa de mensalão" (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

O governador Jaques Wagner (PT) comentou mais uma vez os desdobramentos da Ação Penal 470, julgada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), e negou a existência do 'mensalão' em nota publicada na coluna Tempo Presente, de Levi Vasconcelos, no jornal A Tarde.

"O que houve foi alguém dizer que precisava de recursos para se eleger o outro chegar e dizer 'tome aqui'. Pense em um deputado numa campanha sem recursos, vendo o adversário cheio de panfletos", disse o comandante do Executivo baiano, que defendeu o financiamento público de campanha.

Wagner afirmou que "estava lá dentro" e que não houve compra de apoio parlamentar. "Nunca houve essa coisa de mensalão, no sentido de um 'toma lá, dá cá'".

O governador opinou que o PT não deve fugir do tema e acredita que a legenda não será lembrada pelo escândalo. Ele também já se manifestou em defesa do ex-ministro José Dirceu e o ex-presidente do partido, José Genoino.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email