Xi Jinping responde carta de estudantes de Malta pelos 50 anos das relações diplomáticas

O presidente chinês encorajou os adolescentes e jovens a participarem do intercâmbio interpessoal e cultural entre os dois países

www.brasil247.com - Xi Jinping
Xi Jinping (Foto: Reuters/Carlos Garcia Rawlins)


Rádio Internacional da China (CRI) - O presidente chinês, Xi Jinping, respondeu recentemente a carta dos professores e alunos da “esquina de chinês” da Escola Secundária Saint Margaret em Malta, encorajando os adolescentes e jovens a participarem do intercâmbio interpessoal e cultural entre os dois países.

Na mensagem, Xi Jinping elogiou o papel positivo da “esquina de chinês” na Escola Secundária Saint Margaret para aumentar o conhecimento dos alunos sobre a China e promover a amizade mútua. Ele desejou o melhor para este formato e deu boas-vindas aos professores e alunos da escola.

Xi Jinping contou ainda que a grande harmonia e a paz entre os países do mundo têm sido o anseio da nação chinesa desde os tempos antigos, no que se reside a origem do conceito da comunidade de futuro compartilhado para a humanidade. “A história e a realidade global em que vivemos estão entrelaçadas, com esperanças e desafios coexistindo, e o bem e mal compartilhados por todos”, apontou o presidente chinês. Ele destacou que somente através do apoio mútuo e da cooperação de ganha-ganha a humanidade pode compartilhar os frutos do desenvolvimento. 

Com vista a resolver os problemas de desenvolvimento global e enfrentar os desafios de segurança internacional, a China propôs sucessivamente a Iniciativa Cinturão e Rota, a Iniciativa de Desenvolvimento Global e a Iniciativa de Segurança Global, o que vem construindo consenso e força para implementar o conceito de uma comunidade de futuro compartilhado para a humanidade com ações práticas. 

Ao lembrar os 50 anos do estabelecimento das relações diplomáticas entre China e Malta, Xi Jinping afirmou que o relacionamento dos dois países já serve como modelo de convivência amigável entre países com histórias e culturas diferentes. Ele espera que os professores e os demais adolescentes e jovens possam se tornar promotores da aprendizagem mútua entre as civilizações e herdeiros da amizade dos povos.

Tradução: Isabel Shi
Revisão: Diego Goulart 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email