Zarattini: “precisamos punir os culpados por esse crime de ódio”

Deputado Carlos Zarattini (PT-SP) também disse que os tiros que deixaram duas pessoas feridas em um acampamento pró-Lula em Curitiba (PR) são "reflexo dessa onda de ódio e incitação à violência promovidos por setores do Judiciário, da mídia e da direita raivosa contra o PT, Lula e movimentos sociais, sindicais e minorias"; "Só com #LulaLivre e a retomada da Democracia vamos poder devolver a paz ao Brasil"

Plen�rio - Pequeno Expediente
Plen�rio - Pequeno Expediente (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 - Após o atentado contra um acampamento em favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o deputado federal Carlos Zarattini (PT-SP) afirmou que os tiros que deixaram duas pessoas feridas são "reflexo dessa onda de ódio e incitação à violência promovidos por setores do Judiciário, da mídia e da direita raivosa contra o PT, Lula e movimentos sociais, sindicais e minorias".

"É preciso que a polícia investigue com rigor e agilidade esse crime. Precisamos punir os culpados por esse crime de ódio. E impedir a escalada da violência neste País. Só com #LulaLivre e a retomada da Democracia vamos poder devolver a paz ao Brasil", disse o parlamentar em sua conta no Twitter.

"A minha solidariedade aos familiares dos companheiros atingidos nesse ataque criminoso. E, em especial, a família do Jeferson Lima de Menezes, de São Paulo, que foi atingido com um tiro no pescoço e está na UTI", complementou.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o tiro pegou de raspão no pescoço do rapaz. Ele não corre risco de vida, nem houve necessidade de cirurgia.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247