Por que a política dinâmica de zero Covid continua sendo a melhor escolha para Xangai

Diante de uma situação tão grave, a China aderiu à sua política dinâmica de zero Covid para conter o vírus, melhorar o bem-estar das pessoas e promover o crescimento a longo prazo

www.brasil247.com -
(Foto: REUTERS/Aly Song)


Xinhua - A China registrou mais de 270.000 novos casos de Covid-19 transmitidos localmente e infecções assintomáticas desde março, com seu centro econômico Xangai lutando contra o pior ressurgimento, onde mais de 20.000 infecções são adicionadas diariamente.

Diante de uma situação tão grave, a China aderiu à sua política dinâmica de zero Covid para conter o vírus, melhorar o bem-estar das pessoas e promover o crescimento a longo prazo.

A DINÂMICA ZERO-COVID PERMANECE A MELHOR ESCOLHA

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Desde o ressurgimento dos casos de Covid-19, atribuíveis à variante Omicron altamente transmissível, muitos países pretendem relaxar ou já afrouxaram as restrições antiepidêmicas, chamando o vírus de "grande gripe".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No entanto, os fatos mostraram que a Covid-19 causou mais mortes entre idosos do que a gripe em todo o mundo.

A taxa de letalidade de idosos causada pela Covid-19 é dezenas de vezes maior do que a gripe normal e até quase 100 vezes maior para pessoas com mais de 80 anos, disse o epidemiologista Liang Wannian em entrevista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais de 50 milhões da população de 267 milhões da China com 60 anos ou mais ainda não foram totalmente vacinados contra o vírus.

Uma vez infectados, os idosos -- o grupo que é especialmente vulnerável à Covid-19 -- terão taxas mais altas de casos graves e mortalidade do que outros grupos, de acordo com Zheng Zhongwei, do grupo de trabalho de pesquisa e desenvolvimento de vacinas do Conselho de Estado.

Se a China desistir da prevenção da epidemia e depender inteiramente do tratamento dos sintomas, o sistema médico correrá o risco de ficar sobrecarregado, disse Ma Xiaowei, diretor da Comissão Nacional de Saúde (NHC).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A política dinâmica de zero Covid provou ser a estratégia mais eficaz após rodadas de batalhas difíceis com variantes altamente contagiosas”, disse Ma, acrescentando que a abordagem da China à contenção da epidemia não se baseia em uma única medida específica, mas depende da tomada de decisão baseada na ciência e coordenação altamente eficiente.

CUSTOS E GANHOS EM CONTEXTO MAIOR

Na frente econômica, a implementação de uma política dinâmica de zero Covid para lidar com aglomerados de infecções locais criou condições favoráveis ​​para o desenvolvimento da China e facilitou sua rápida recuperação econômica da pandemia.

Em 2020, a China foi um dos primeiros países a controlar a pandemia e retomar o crescimento econômico positivo. Em 2021, registrou um crescimento do PIB de 8,1%, liderando as principais economias em termos de crescimento econômico.

Xangai foi a cidade mais atingida no atual ressurgimento da Covid-19 na China. As empresas e a vida das pessoas na metrópole com uma população de 25 milhões foram afetadas por medidas de gestão de fechamento temporário.

Mas, no esquema mais amplo, impedir que a epidemia se espalhe para outras regiões significa que o trabalho e a produção no resto do país podem continuar normalmente com um ambiente econômico e social estável.

“Se não formos firmes sobre a política dinâmica de zero Covid, a China pode perder o melhor momento para conter o ressurgimento de casos, o que pode levar a custos mais altos e consequências insuportáveis”, disse Liang, também chefe do especialista em resposta à Civud-19. 

A China sempre colocou a saúde e a vida das pessoas no topo em sua luta contra o vírus, e este é o principal padrão para acessar os esforços de controle da epidemia.

A China não poupou esforços para aumentar sua capacidade de tratar novas infecções por coronavírus. No sábado, um enorme centro de tratamento temporário, convertido do Centro Nacional de Exposições e Convenções (Xangai), foi colocado em funcionamento com cerca de 50.000 leitos.

COMO A VIDA DAS PESSOAS É GARANTIDA

A China busca obter os maiores resultados possíveis na contenção da epidemia com o menor custo possível e com o menor impacto possível no desenvolvimento econômico e social.

Alguns moradores de Xangai agora enfrentam dificuldades para comprar itens essenciais diários e buscar serviços médicos, entre outros desafios. Para resolver esses problemas, esforços adicionais estão em andamento em uma tentativa de salvaguardar os meios de subsistência das pessoas.

"Estamos fazendo todo o possível para manter a estabilidade do transporte, estoques de mercadorias e cadeias de suprimentos", disse Liu Min, vice-diretor da comissão municipal de comércio, acrescentando que supermercados e gigantes do comércio eletrônico uniram forças para ajudar Xangai na garantia de entrega diária de suprimentos.

No principal campo de batalha contra o vírus, também foram oferecidos cuidados específicos aos residentes idosos, incluindo a abertura de um canal verde para que tenham acesso a medicamentos, enquanto também estão em vigor medidas para atender às necessidades de tratamento médico das pessoas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email