Buraco no deserto do Chile não para de crescer e chama a atenção de cientistas

Um buraco circular com 32 metros de largura e mais de 60 metros de profundidade na região do Atacama

www.brasil247.com -
(Foto: REUTERS)


247 - Um buraco circular com 32 metros de largura e 64 metros de profundidade apareceu em uma estrada que atravessa um terreno de propriedade de uma mineradora na cidade de Tierra Amarilla, com cerca de 15 mil habitantes na região do Atacama, no norte do Chile. De acordo com informações publicadas nesta terça-feira (9) pela BBC News, cientistas afirmaram que existem duas possibilidades para explicar a causa do buraco: uma são as chuvas no mês de julho. Outra é a atividade mineradora na área.

Ao falar das chuvas, o geofísico chileno Cristian Farías, diretor de construção civil e geologia da Universidade Católica de Temuco, no Chile, afirmou que, se cair "muita água da chuva em solos com alto teor de gesso, a água percola e corrói toda a parte inferior por vários dias, o que tira a sustentabilidade da parte superior e acaba gerando um colapso".

Sobre a outra possibilidade, a companhia de mineração Candelaria explora uma jazida de cobre em Tierra Amarilla, e as galerias de sua mina entram no subsolo, tanto no entorno do buraco quanto abaixo dele a uma profundidade maior.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email