Corpo do indigenista Bruno Pereira chega ao Recife

O corpo do indigenista da Funai Bruno Pereira chegou à capital pernambucana em um jato da Polícia Federal

www.brasil247.com - Bruno Pereira (à esq.) e Dom Phillips
Bruno Pereira (à esq.) e Dom Phillips (Foto: REUTERS/Bruno Kelly | Reprodução/TV Globo | Reprodução/Twitter)


247 - O corpo do indigenista da Fundação Nacional do Índio (Funai) Bruno Pereira chegou na noite desta quinta-feira (23) ao Recife (PE) em um jato da Polícia Federal. A aeronave prefixo PR-PFN aterrissou pouco depois das 18h30, no Aeroporto Internacional Guararapes/Gilberto Freyre, na Zona Sul da capital pernambucana. O voo saiu de Brasília (DF) e parou no Rio de Janeiro, onde deixou o corpo do jornalista inglês Dom Phillips com familiares. 

Os dois foram assassinados no dia 5 de junho na região do Vale do Javari, no Amazonas. 

O velório do indigenista ocorre no Morada da Paz (PE) a partir das 9h da sexta-feira (24), na Sala de Velório Central. O corpo de Bruno  Pereira deve ser cremado às 15h.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Policiais prenderam três pessoas - Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como Pelado, o seu irmão, Oseney da Costa de Oliveira, e Jeferson da Silva Lima, conhecido como Pelado da Dinha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Investigadores identificaram pelo menos outras cinco pessoas que teriam participado do crime. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email