Desmatamento cresce 51% na Amazônia e alcança pior patamar em 10 anos

De acordo com dados Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), a área devastada na região da Amazônia Legal chegou a 8.381 km² nos últimos 11 meses

www.brasil247.com - Amazônia
Amazônia (Foto: PF / Amazônia Real / Fotos Públicas)


247 - O Brasil registrou 8.381 km²  de área desmatada na região da Amazônia Legal em apenas 11 meses. De acordo com o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), o desmatamento entre os meses de agosto de 2020 até junho de 2021 foi 51% maior que o apontado no período anterior, quando o bioma apresentou 5.533 km² de devastação.

 “As áreas desmatadas em março, abril e maio foram as maiores dos últimos 10 anos para cada mês. E, se analisarmos apenas o acumulado em 2021, o desmatamento também é o pior da última década, disse o pesquisador do Imazon, Antônio Fonseca,  em entrevista ao G1.

Os dados do Imazon apontam, ainda, que 61%  da área desmatada estavam localizadas em terras privadas ou sob diversos estágios de posse, 22% em assentamentos e 13% em Unidades de Conservação (13%). Apenas 2% ocorreram em terras indígenas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em junho, a Amazônia perdeu  926 km² de florestas. Mais da metade do desmatamento (61%)  foi registrado nos do  Pará e Amazonas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email