Questionado sobre Fundo Amazônia e desmatamento, ministro Joaquim Leite dá vexame e se mantém em silêncio (vídeo)

O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, foi questionado por mais de cinco minutos por jornalistas brasileiros sobre o desmatamento, mas apertou o passo e se manteve em total silêncio

Joaquim Leite
Joaquim Leite (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, ignorou, nesta sexta-feira, 12, uma pergunta sobre o Fundo Amazônia. Um repórter lhe perguntou se há alguma chance de destravar o Fundo Amazônia, que está com cerca de R$ 2,9 bilhões parados, mas o ministro mudou de assunto.

Como o repórter insistiu no tema, Leite respondeu: “esse assunto ainda está com o vice-presidente [Mourão], as negociações do fundo ainda não estão em andamento, assim que a gente tiver notícia a gente passa para vocês”.

O Fundo Amazônia foi criado em 2008 e é quase que totalmente abastecido por doações da Noruega e da Alemanha. No entanto, ele foi paralisado pelo sucessor de Leite, o então ministro Ricardo Salles, em 2019.

PUBLICIDADE

O ministro também se negou a responder aos jornalistas quando foi questionado sobre as taxas de desmatamento. “Ao terminar o evento e seguir para a reunião da COP26, em outra ala do centro de conferências, o ministro foi questionado por mais de cinco minutos por jornalistas brasileiros sobre o desmatamento. Ele, porém, apertou o passo e se manteve em total silêncio”, informou o jornalista Jamil Chade, do Uol.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email