A grande mídia criminaliza a política, critica Chico Lopes

Durante encontro com universitários de sete estados nesta terça-feira, 19, o presidente da Comissão de Legislação Participativa (CLP), Chico Lopes (PCdoB-CE), afirmou que a juventude é "massacrada pela deseducação e criminalização política feita pela grande mídia"; "Temos que ter clareza que política é uma questão de classe, e cada deputado expressa interesses de classe no seu mandato. Por isso, participem da política e ingressem no partido político com o qual se identificarem para atuarmos pelo Brasil", disse Lopes 

chico lopes
chico lopes (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Portal Vermelho - Durante encontro com universitários de Alagoas, Espírito Santo, Paraíba, Rondônia, Paraíba, Paraná e Rondônia, na manhã de terça-feira, 19, o presidente da Comissão de Legislação Participativa (CLP), Chico Lopes (PCdoB-CE), afirmou que "a juventude é massacrada pela deseducação e criminalização política feita pela grande mídia, mas não há salvação para o Brasil fora da política e é fundamental a participação de vocês nos partidos de sua preferência".

Conversando com os participantes do Programa de Estágio-Visita de Curta Duração, o parlamentar cearense afirmou que seu partido é pequeno na Câmara dos Deputados, "mas coube-me presidir uma das principais comissões da Casa, que fala para fora e recebe sugestões de seminários, audiências públicas e até de projetos de lei elaborados pela sociedade civil".

Questionado sobre as dificuldades de exercício do mandato, devido à sua origem humilde e suas convicções comunistas, Chico afirmou que, no momento, a maior dificuldade é barrar a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241 "e outras iniciativas do presidente golpista, Temer, que suprime direitos da população e escancara o país para a exploração internacional".

A PEC 241 objetiva frear os gastos públicos por até 20 anos, a pretexto de ter controle fiscal. Se entrar em vigor em 2017, o Orçamento disponível para gastos será o mesmo de 2016, acrescido da inflação daquele ano. A medida irá valer para os três Poderes – Executivo, Legislativo e Judiciário. Na opinião do deputado, "com ela, voltaremos ao Brasil colônia e acabaremos com a Constituição cidadã".

Lopes manifestou a opinião de que os estudantes "sairão desta visita com outra visão do Congresso. Temos que ter clareza que política é uma questão de classe, e cada deputado expressa interesses de classe no seu mandato. Por isso, participem da política e ingressem no partido político com o qual se identificarem para atuarmos pelo Brasil".

Visita de Curta Duração

O Programa de Estágio-Visita de Curta Duração é uma ação institucional que permite a interação da Câmara dos Deputados com a juventude universitária. É também uma oportunidade aproximar o parlamento da sociedade, mitigando os mitos construídos em torno da atuação parlamentar, muitas vezes decorrentes do desconhecimento acerca dos trabalhos desenvolvidos pelo Congresso Nacional.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247