Ao contrário do Brasil, militares dos EUA se posicionam contra ameaças de Trump à democracia, diz Nelson de Sá

O jornalista Nelson de Sá destaca que altos oficiais dos EUA “passaram a se manifestar frontalmente" contra a ameaça do presidente Donald Trump de acionar as tropas para coibir as manifestações que ocorrem há mais de uma semana em todo o país

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Nelson de Sá destaca, em sua coluna no jornal Folha de S. Paulo desta sexta-feira (5), que generais e outros militares norte-americanos “passaram a se manifestar frontalmente" contra a ameaça do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump de acionar as tropas para coibir as manifestações contra o racismo que ocorrem há mais de uma semana em todo o país.

‘O primeiro foi o almirante Mike Mullen, em artigo na Atlantic intitulado "Eu não posso ficar em silêncio". No subtítulo, "Nossos cidadãos não são o inimigo, nunca"’, destaca o jornalista.

“Também na Atlantic, no dia seguinte o general Jim Mattis (acima), ex-secretário da Defesa do próprio Trump, defendeu os manifestantes e afirmou que o presidente é uma ameaça à Constituição”, ressalta.

“E o general John Allen, ex-comandante da Otan, surgiu na Foreign Policy para alertar: "Podemos estar testemunhando o começo do fim da democracia americana". Deu até a data, "1º de junho de 2020", o dia da ameaça de Trump”, completa. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247