Boulos: projeto da reforma da Previdência continua um desastre

O líder nacional do MTST (Movimentos dos Trabalhadores Sem Teto), Guilherme Boulos, afirma que a proposta de reforma na Previdência ainda é um arremedo de erros. Ele diz: "além de cruel com milhões de famílias, esse tipo de mudança afetará nosso potencial de crescimento econômico nas próximas décadas"

O  PSOL confirmou a candidatura de Guilherme Boulos à Presidência da República, na convenção nacional que reuniu filiados do partido.Foto Rovena Rosa/Agência Brasil
O PSOL confirmou a candidatura de Guilherme Boulos à Presidência da República, na convenção nacional que reuniu filiados do partido.Foto Rovena Rosa/Agência Brasil (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

247 - O líder nacional do MTST (Movimentos dos Trabalhadores Sem Teto), Guilherme Boulos, afirma que a proposta de reforma na Previdência ainda é um arremedo de erros. Ele diz: "além de cruel com milhões de famílias, esse tipo de mudança afetará nosso potencial de crescimento econômico nas próximas décadas."

Em artigo publicado na revista Carta Capital, Guilherme Boulos avalia o cenário do debate: "o relator Samuel Moreira, do PSDB, apresentou recentemente o parecer da reforma da Previdência na Comissão Especial da Câmara. Excluiu do texto as mudanças no BPC e o trecho sobre a capitalização e amenizou o ataque aos trabalhadores rurais. Fruto da pressão popular e do receio dos parlamentares em votar um texto tão selvagem, o recuo não deixa de ser relevante."

Boulos ainda destaca que "estão suspensas por ora a diminuição do benefício para idosos miseráveis e a implementação de um regime individual e sem contribuição patronal de aposentadoria privada, que representaria o fim da Previdência pública. Precipita-se, no entanto, quem acredita haver motivos para comemorar."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247