Bruno Boghossian: Crise reforça papel de evangélicos como base de Bolsonaro

A última pesquisa Datafolha mostra que nenhum grupo social com peso relevante tem uma visão tão positiva do presidente quanto os evangélicos. Entre esses, 41% aprovam seu trabalho na chefia do governo

Bruno Boghossian e Jair Bolsonaro
Bruno Boghossian e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução | PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O colunista da Folha de S.Paulo, Bruno Boghossian, analisa a pesquisa Datafolha publicada neste domingo e concluiu que "os atritos produzidos por Jair Bolsonaro na crise do coronavírus reforçaram o papel dos evangélicos como âncoras de seu governo". 

Ele destaca que entre os evangélicos, que representam quase um terço da população, 41% consideram ótimo ou bom o desempenho de Bolsonaro em relação ao surto da covid-19. 

"O vínculo com os evangélicos, cimentado pela pauta conservadora, foi realçado na crise do coronavírus", aponta Boghossian.  

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email