Carta Capital acerta na capa: Meirelles é um desastre

Em situações normais, Henrique Meirelles já teria sido demitido; produziu a maior depressão econômica da história do Brasil, com desemprego recorde, caos nas contas públicas e risco de paralisia de serviços essenciais do Estado; ainda assim, ele é tratado como presidenciável, porque o Brasil foi sequestrado pelo setor financeiro, com o golpe de 2016

Em situações normais, Henrique Meirelles já teria sido demitido; produziu a maior depressão econômica da história do Brasil, com desemprego recorde, caos nas contas públicas e risco de paralisia de serviços essenciais do Estado; ainda assim, ele é tratado como presidenciável, porque o Brasil foi sequestrado pelo setor financeiro, com o golpe de 2016
Em situações normais, Henrique Meirelles já teria sido demitido; produziu a maior depressão econômica da história do Brasil, com desemprego recorde, caos nas contas públicas e risco de paralisia de serviços essenciais do Estado; ainda assim, ele é tratado como presidenciável, porque o Brasil foi sequestrado pelo setor financeiro, com o golpe de 2016 (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O Brasil vem levando uma goleada de 7 a 1, mas a narrativa econômica trata o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, como um sucesso.

Em situações normais, ele já teria sido demitido.

Produziu a maior depressão econômica da história do Brasil, com desemprego recorde, caos nas contas públicas e risco de paralisia de serviços essenciais do Estado.

Ainda assim, ele é tratado como presidenciável, porque o Brasil foi sequestrado pelo setor financeiro, com o golpe de 2016.

Esse é o tema da capa de Carta Capital desta semana.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email