"Carta pela democracia é importante, mas não é tudo", diz Cristina Serra

"É preciso coragem e grandeza cívica para abrir mão de projetos político-partidários e admitir que o melhor para o país seria uma eleição decidida no primeiro turno", afirma

www.brasil247.com - Cristina Serra e manifestação contra Jair Bolsonaro
Cristina Serra e manifestação contra Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/Youtube | Reuters)


247 - A jornalista Cristina Serra afirma, em sua coluna na Folha de S. Paulo, que “a  notícia mais auspiciosa dos últimos dias foi a ‘Carta às brasileiras e aos brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito’, uma vez que “espanou a letargia em que parte da sociedade civil parecia mergulhada, à espera de 2 de outubro, como uma data mágica”. Apesar disso, ela observa que “a derrota do herdeiro da ‘linha dura’ nas urnas é importante, mas não é tudo”.

“Para expulsá-lo do poder e arrancar as raízes do bolsonarismo é preciso coragem para muito mais. Por exemplo, para não aceitar qualquer conchavo que dê a ele o foro privilegiado, como pretendem os que concebem uma indecência chamada PEC do senador vitalício. A reconstrução ética do Brasil não será possível sem que Bolsonaro seja julgado pelos crimes que cometeu. Bolsonaro precisa de uma Comissão Nacional da Verdade”, destaca.

Ainda segundo ela, “também é preciso coragem e grandeza cívica para abrir mão de projetos político-partidários, por mais legítimos que sejam, e para admitir que o melhor para o país seria uma eleição decidida no primeiro turno. E em favor do candidato que representa o embate político minimamente civilizado e um esforço de pacificação social”.

“Este é o momento de saber quem vai sair da campanha eleitoral maior do que quando nela entrou. Para isso é preciso fazer política com sentido histórico, com os olhos no amanhã e nas próximas gerações. Vamos lá, coragem”, finaliza.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247