Chanceler Carlos França se calou sobre a PEC dos embaixadores por temer retaliação de Alcolumbre, diz Malu Gaspar

Desde que a emenda assinada pelo senador Davi Alcolumbre (União Brasil - AP) começou a tramitar, em outubro, França nada disse a respeito

www.brasil247.com - Chanceler Carlos França
Chanceler Carlos França (Foto: Gabriel Albuquerque/MRE)


247 - A jornalista Malu Gaspar informa em sua coluna no Globo que o ministro das Relações Exteriores, Carlos França, se calou sobre a tramitação da proposta de emenda constitucional (PEC)  que permite a parlamentares serem embaixadores do Brasil no exterior sem abrir mão do próprio mandato, temendo retaliações de Davi Alcolumbre depois que deixar a pasta.

"A postura do ministro das Relações Exteriores provoca estranhamento porque a emenda representa um duro golpe na histórica blindagem da carreira diplomática criada pela Constituição de 1988", escreve a jornalista.  

O estranhamento é ainda maior quando se constata que diplomatas dos mais diversos setores e graus hierárquicos estão em polvorosa contra a medida, que foi discutida nesta quarta-feira (6) hoje na Comissão de Constituição e Justiça  (CCJ) do Senado e deve ser votada na semana que vem. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Embora França não comente o assunto em público, no seu entorno ninguém tem dúvidas sobre os motivos que o calaram. O mais importante foi a pressão do grupo de Alcolumbre, que fez chegar ao ministro um recado bem claro: se fizer oposição aberta e pública ao projeto, terá problemas quando sair do Itamaraty e for tentar uma vaga em uma embaixada", escreve Malu Gaspar. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O chanceler já sinalizou a vários aliados no governo que gostaria de ser embaixador em Londres depois que este mandato presidencial terminar. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A jornalista informa ainda que o segundo motivo para o silêncio do chanceler é a orientação do próprio governo. O Palácio do Planalto é contra a PEC e já se manifestou a respeito em uma nota técnica, mas decidiu não entrar na disputa com Alcolumbre e o Centrão e determinou a França que não crie marola. 

Alcolumbre pretende ser candidato à presidência do Senado em 2023 e quer usar a PEC dos Embaixadores como bandeira de campanha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email