CNI se encanta com Bolsonaro porque está traumatizada, sugere editorial da Folha

Em editorial, o jornal Folha de S. Paulo tenta dissecar o fenômeno relativo Bolsonaro no escopo de sua limitação preconceituosa anti petista, mas, ainda assim, deixa vazar algumas considerações relevantes; o jornal se espanta com a passividade da CNI (Confederação Nacional das Indústrias) diante de um pré-candidato que tem pouco a dizer; para a Folha, a CNI se comporta assim porque ‘a classe política está desacreditada’

CNI se encanta com Bolsonaro porque está traumatizada, sugere editorial da Folha
CNI se encanta com Bolsonaro porque está traumatizada, sugere editorial da Folha (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Em editorial, o jornal Folha de S. Paulo tenta dissecar o fenômeno relativo Bolsonaro no escopo de sua limitação preconceituosa anti petista, mas, ainda assim, deixa vazar algumas considerações relevantes. O jornal se espanta com a passividade da CNI (Confederação Nacional das Indústrias) diante de um pré-candidato que não tem absolutamente nada a dizer. Para a Folha, a CNI se comporta assim porque ‘a classe política está desacreditada’.

“É normal esperar, das chamadas elites empresariais, que manifestem sentimentos de aversão à aventura econômica e à turbulência política. Causa alguma estranheza, assim, a vaga de simpatia que se registra em favor do deputado Jair Bolsonaro (PSL), pré-candidato à Presidência, por parte de setores do establishment brasileiro.

(...)

É como se o amplo descrédito face à atividade política se refletisse na impaciência com os modos diplomáticos, o esforço conciliatório e a moderação —e também, por certo, com a hipocrisia, a sinuosidade verbal e a obscuridade de intenções em que geralmente se exerce a busca de um mandato.”

Leia mais aqui.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247