Com ataque à educação, Bolsonaro deu força a opositores da reforma da Previdência

Em sua coluna na Folha de S.Paulo, Raquel Landim comenta os protestos contra cortes de verba na Educação e afirma que Jair Bolsonaro "abriu espaço para os professores, uma das categorias prejudicadas pela reforma da Previdência, dizerem que o ajuste nas contas faz parte do desmonte da educação. Realmente é de uma incompetência política assustadora"

Com ataque à educação, Bolsonaro deu força a opositores da reforma da Previdência
Com ataque à educação, Bolsonaro deu força a opositores da reforma da Previdência (Foto: Adriano Machado - Reuters)

247 - Em sua coluna no jornal Folha de S.Paulo, Raquel Landim comenta as manifestações desta quarta-feira (15) contra o corte de verba na Educação e afirma que o presidente Jair Bolsonaro "conseguiu o que PT e PSOL não alcançavam: unir a esquerda e levar os estudantes —sempre uma força política poderosa— às ruas".

"De quebra, abriu espaço para os professores, uma das categorias prejudicadas pela reforma da Previdência, dizerem que o ajuste nas contas faz parte do desmonte da educação. Realmente é de uma incompetência política assustadora", diz.

"Em tempo: enquanto Jair Bolsonaro diz no Texas (EUA) que os manifestantes espalhados por mais de uma centena de cidades do país são 'idiotas úteis' e 'massa de manobra', seu vice, Hamilton Mourão, mais uma vez demonstra sensatez e reconhece que o governo não comunicou bem o contingenciamento de gastos".

Ao vivo na TV 247 Youtube 247