Com Bolsonaro, Brasil cai em ranking de liberdade de imprensa

Brasil caiu três posições e passou a ocupar a 105ª colocação no Ranking Mundial da Liberdade de Imprensa, da ONG Repórteres Sem Fronteiras; "A eleição de Jair Bolsonaro em outubro de 2018, após uma campanha marcada por discursos de ódio, desinformação, ataques à imprensa e desprezo pelos direitos humanos, é um prenúncio de um período sombrio para a democracia e a liberdade de expressão no país", destaca ONG que qualifica a situação brasileira como "problemática"

Com Bolsonaro, Brasil cai em ranking de liberdade de imprensa
Com Bolsonaro, Brasil cai em ranking de liberdade de imprensa (Foto: Carolina Antunes/PR)

247- O Brasil caiu três posições e passou a ocupar a 105ª colocação no Ranking Mundial da Liberdade de Imprensa, elaborado pela ONG internacional Repórteres Sem Fronteiras, quando em comparação com o ano passado. A eleição de Jair Bolsonaro à Presidência da República e o assassinato de quatro jornalistas em 2018 foram apontados pela ONG como as causas da queda do Brasil no ranking que analia a situação da imprensa em 180 países.

"A eleição de Jair Bolsonaro em outubro de 2018, após uma campanha marcada por discursos de ódio, desinformação, ataques à imprensa e desprezo pelos direitos humanos, é um prenúncio de um período sombrio para a democracia e a liberdade de expressão no país", destaca o relatório da Repórteres Sem Fronteiras que qualifica a situação como "problemática".

Conforme o levantamento, o Brasil aparece bem atrás de outros países da América do Sul como o Chile, Argentina e Paraguai, que ocupam as posições 46, 57 e 99, respectivamente. O País mais bem posicionado no Ranking é a Noruega, seguido pela Finlândia e Suécia.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247