Cynara Menezes: nunca antes se viu gente com tão baixo nível no governo

Em entrevista à TV 247, a jornalista Cynara Menezes avalia o governo Bolsonaro como "despreparado", faz duras críticas em especial à ministra Damares Alves e lamenta o comportamento de Ciro Gomes; conhecida nas redes sociais como Socialista Morena, ela fala ainda sobre a intolerância e o fundamentalismo; "É impossível combater essa onda de intolerância no Brasil sem entrar em um embate com os pastores fundamentalistas"; assista

Cynara Menezes: nunca antes se viu gente com tão baixo nível no governo
Cynara Menezes: nunca antes se viu gente com tão baixo nível no governo

247 - Editora do blog Socialista Morena, presente também no Youtube e no Facebook, a jornalista Cynara Menezes foi entrevistada na TV 247 esta semana e opinou sobre a situação política atual, criticou o governo do presidente Jair Bolsonaro, Ciro Gomes e fez uma análise sobre a intolerância.

A jornalista avaliou o governo como "despreparado" e fez duras críticas à sua postura. "O despreparo do governo chama muita atenção, eles não têm condição nem de estar à frente de uma prefeitura de uma cidade de 2 mil habitantes e estão no comando do país", criticou. Ela também disse que o governo pratica censura e perseguição e que essas atitudes irão aumentar nos próximos anos.

Sobre a ministra Damares Alves, dos Direitos Humanos, da Família e da Mulher, Cynara a classifica como "despreparada, despreocupada com direitos humanos, anti-feminista, burra e equivocada" e acredita que ela foi escolhida para o cargo por ser o contrário da ex-ministra Maria do Rosário, que também comandava os Direitos Humanos durante o governo Dilma Rousseff.

Sobre Ciro Gomes, ela disse: "o que me chateia muito no Ciro é ele não respeitar o sentimento de quem está triste pela prisão do Lula. Eu às vezes pela noite deito na cama e penso: 'nesse momento o Lula, com 73 anos, uma pessoa que fez o que fez pelo Brasil, está deitado em uma cela, sozinho, sem o convívio dos netos e dos filhos dele'. É horroroso isso. E vem o Ciro dizendo 'tá preso, babaca'. Tenha consideração pelas pessoas".

Cynara comentou também sobre fake news e lembrou que as mídias convencionais também cometem graves erros de informação. "Não podemos dizer que só as informações recebidas pelo WhatsApp são falsas, eu acho que todos esses anos a mídia hegemônica brasileira deu muitas provas de que não estava muito preocupada com a verdade dos fatos".

Em outro momento da entrevista, a jornalista disse que para combater a intolerância no Brasil é necessário entrar em um embate com os fundamentalistas religiosos. "É impossível combater essa onda de intolerância no Brasil sem entrar em um embate com os pastores fundamentalistas inescrupulosos que estão enganando as pessoas em nome de Jesus. Eu acho que deveríamos ter uma nova postura em relação aos fundamentalistas religiosos, porque são eles que estão no púlpitos das igrejas espalhando a intolerância".

Cynara Menezes também falou sobre Previdência Social e sobre sua migração das mídias convencionais para a internet e a experiência com os haters.

Inscreva-se na TV 247 e assista à entrevista na íntegra:

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247