Danuza Leão condena feminismo no Globo de Ouro e é chamada de maluca pelo neto

Um texto da escritora Danuza Leão causou grande polêmica nas redes sociais nesta quarta-feira 10; nele, a jornalista criticou artistas que protestaram contra casos de assédio sexual e se vestiram de preto no Globo de Ouro, premiação que ela chamou de "funeral"; seu próprio neto, o fotógrafo João Wainer, criticou o artigo: "minha vó tá maluca!"

Um texto da escritora Danuza Leão causou grande polêmica nas redes sociais nesta quarta-feira 10; nele, a jornalista criticou artistas que protestaram contra casos de assédio sexual e se vestiram de preto no Globo de Ouro, premiação que ela chamou de "funeral"; seu próprio neto, o fotógrafo João Wainer, criticou o artigo: "minha vó tá maluca!"
Um texto da escritora Danuza Leão causou grande polêmica nas redes sociais nesta quarta-feira 10; nele, a jornalista criticou artistas que protestaram contra casos de assédio sexual e se vestiram de preto no Globo de Ouro, premiação que ela chamou de "funeral"; seu próprio neto, o fotógrafo João Wainer, criticou o artigo: "minha vó tá maluca!" (Foto: Gisele Federicce)

247 - Um texto machista da escritora Danuza Leão, publicado no jornal O Globo, causou grande polêmica nas redes sociais nesta quarta-feira 10.

Nele, a jornalista criticou artistas que protestaram contra casos de assédio sexual e se vestiram de preto no Globo de Ouro, premiação que ela chamou de "funeral".

"O que não está claro para mim é o conceito de assédio. É uma paquera? Avanços sexuais entre homens e mulheres começam sempre de um lado. Às vezes, o outro lado não quer, e isso é normal. Como definir?", questionou Danuza no Globo.

"Espero que essa moda de denúncia contra assédio sexual não chegue ao Brasil. O que aconteceu no Globo de Ouro me pareceu um grande funeral. Apesar dos vestidos lindíssimos, acho que aquelas mulheres (que foram à cerimônia de preto) foram muito pouco paqueradas e voltaram sozinhas para casa", prosseguiu.

"É ótimo passar em frente a uma obra e receber um elogio. Sou desse tempo. Acho que toda mulher deveria ser assediada pelo menos três vezes por semana para ser feliz. Viva os homens", disse ainda.

O fotógrafo João Wainer, neto dos jornalistas Danuza Leão e Samuel Wainer, publicou em sua conta no Instagram a imagem de um muro com uma pichação com a frase "Minha vó tá maluca!", em alusão à letra de um funk.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247