Datena critica Moro: agiu como um 'hacker particular' ao divulgar conversa com Zambelli

"Se é crime ser hackeado, por que ele age com um hacker particular e pega um print da própria afilhada dele e mostra numa emissora de audiência enorme?”, questionou o apresentador da Band neste sábado

José Luiz Datena e Sérgio Moro
José Luiz Datena e Sérgio Moro (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O apresentador José Luiz Datena fez críticas neste sábado, 25, ao ex-ministro da Justiça Sérgio Moro, que pediu demissão do governo acusando Jair Bolsonaro de querer trocar o comando da Polícia Federal para obter informações sobre investigações. 

"Eu jamais faria isso. Pegar um print de uma afilhada minha, apresentar a uma emissora de televisão, ou para um jornal. Ele padrinho de casamento da Carla Zambelli. Ele usar este print para dizer eu não estou à venda, como ele sempre se apresenta, que ele é incorruptível", afirmou o apresentador da Band. 

“O que me estranha é que o mesmo cidadão que diz que não tem projeto de ser presidente da República é responsável por uma crise que derrubou Lula e que o Lula e o PT dizem que ele não pôde julgar o Lula porque ele estava agindo de uma forma completamente errada e conversando com os procuradores com os quais ele não podia conversar, que ele quando hackeado, falou que isso era crime. Se é crime ser hackeado, por que ele age com um hacker particular e pega um print da própria afilhada dele e mostra numa emissora de audiência enorme?”, questiona Datena. 

"O mesmo cara que é responsável pela ida de um ex-presidente da República para a cadeia, que participou do impeachment da Dilma, é o mesmo cara que quer derrubar o Bolsonaro agora, dizendo que tem provas para derrubar o Bolsonaro. Para você achar santo na política brasileira, vai ser duro", afirma. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247