Em carta aberta emocionante, Jamil Chade defende indicação do padre Júlio Lancellotti para o prêmio Nobel da Paz

Jornalista afirma que se conceder o prêmio ao religioso, o Comitê do Nobel mandará a mensagem de que "a erradicação da pobreza é o caminho mais sólido, rápido e barato para a paz"

www.brasil247.com -
(Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247)


247 - O jornalista Jamil Chade usou sua coluna no UOL para divulgar uma carta-aberta defendendo a indicação do padre Júlio Lancellotti, para o prêmio Nobel da Paz de 2022. “Com suas marretadas, ele não apenas atende diariamente a centenas de pessoas em busca de alimentos e de um cobertor. Seu trabalho é também o de resgatar a dignidade daqueles que perderam tudo, inclusive a sensação de que fazem parte da humanidade”, escreve Chade em referência à luta do religioso na defesa da população de rua e no combate à fome.

“Hoje, diante de uma das piores crises sociais da história democrática do Brasil, um país que enche o peito para dizer que alimenta 1 bilhão de pessoas pelo mundo constata que 33 milhões de brasileiros passam fome”, diz o jornalista no texto. “No Brasil, portanto, não falta dinheiro. Mas estamos distantes da paz social e, nesta trilha repleta de desafios, lidar com a desigualdade e a pobreza será o maior ato de construção de uma comunidade de destino”, ressalta. 

Ainda segundo ele, “numa sociedade racista, injusta, segregacionista e violenta, padre Júlio simboliza uma resposta de esperança. Ao encarar a pobreza e suas correntes amarradas nos tornozelos de tantas pessoas, ele cumpre uma função crítica e corajosa pelas ruas abandonadas pelo estado, por parte da sociedade e pelo mercado”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Dar um prêmio neste momento a uma pessoa que coloca a pobreza no centro de sua ação é mandar uma mensagem ao mundo de que esse é o único caminho viável se queremos a paz. Ao colocar sua máscara durante a pandemia e sair ao socorro da população de rua, padre Júlio ainda promove o resgate do significado do evangelizador e convoca a sociedade anestesiada a se indignar e agir”, acrescenta. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Ao dar o prêmio ao padre Júlio Lancellotti, o Comitê do Nobel mandará uma mensagem poderosa de que a erradicação da pobreza não é uma opção. E sim o caminho mais sólido, rápido e barato para a paz. E a maior conquista da história da Humanidade”, finaliza.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email