Em crise, Globo também reduz pela metade as colunas de Merval e Miriam Leitão

Além do fim da coluna de Ancelmo Gois, a crise financeira das Organizações Globo atinge em cheio os dois jornalistas que fizeram campanha contra os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff. Tanto Merval como Miriam terão seus salários reduzidos

(Foto: Mídia NINJA | Reprodução | Ricardo Stuckert | Brasil 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O grupo Globo encontrou uma fórmula para reduzir os salários de seus dois principais colunistas: o analista político Merval Pereira, que fez campanha pela prisão política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e a analista econômica Miriam Leitão, que fez campanha pelo golpe contra a ex-presidente Dilma Rousseff, a partir da tese das “pedaladas fiscais”. Os dois, que publicavam seis colunas semanais, folgando apenas na segunda-feira, agora terão a obrigação de publicar apenas três textos por semana. O corte na produção (e nos salários) também atinge o colunista Bernardo Mello Franco.

Com menor receita publicitária, que se soma à migração do consumo de informação do papel para os meios eletrônicos, o Globo também anunciou um “passaralho”, com a demissão de 20 profissionais, e o fim da coluna impressa de Ancelmo Gois. Merval e Miriam, durante muitos anos, expressaram as opiniões e os interesses da família Marinho, mas não foram preservados neste processo de redução de custos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email