Emissoras de TV afastam jornalistas que se aproximaram de Bolsonaro

Três grandes emissoras de TV afastaram seus jornalistas que estiveram perto de Bolanaro nas duas últimas semanas. EBC, CNN Brasil e Record comunicaram que medida é preventiva. Volta às atividades depende de exames

Bolsonaro tira a máscara em frente a jornalistas
Bolsonaro tira a máscara em frente a jornalistas (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O teste positivo de Bolsonaro para o coronavírus provocou o afastamento de jornalistas que estiveram próximos a ele. Diante de profissionais da TV pública EBC (Empresa Brasil de Comunicação) e de outros dois canais privados, CNN Brasil e Record, Bolsonaro anunciou a doença

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que “durante a maior parte do tempo, o presidente estava próximo aos repórteres, mas usava máscara. No fim da entrevista, ele se afastou um pouco e retirou o equipamento de proteção para seguir falando. "Espera um pouco que vou afastar aqui para vocês verem minha cara. Estou bem, tranquilo, graças a deus", disse o presidente após tirar a máscara do rosto para seguir a entrevista.”

A matéria ainda informa que “mesmo com o uso de máscara, especialistas recomendam um afastamento de pelo menos 1,5 metro. Em nota, a EBC informou que todos os profissionais que participaram da transmissão foram afastados tão logo terminaram a cobertura. Eles ficarão em isolamento durante os próximos quatro dias, segundo informou a empresa. Depois deste período, farão exame para detectar o vírus causador da Covid-19.”

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email