Escritor avalia que antipetismo se descolou das forças do golpe

O escritor Alexandre Tambelli afirma que o descrédito da mídia hegemônica e da Lava Jato provocou um comportamento inédito do eleitorado brasileiro, que se aglutina em torno da candidatura Lula e despreza a candidatura do golpe de Geraldo Alckmin; ele diz que o "judiciário modelo Lava-Jato e [a] Mídia hegemônica capitaneada pela Rede Globo estão associados ao golpe, ao Governo Temer, ao Brasil da depressão econômica e do desemprego e isto dissocia estes três componentes: Justiça da Lava-Jato, Globo & velha mídia e Governo Temer da capacidade de influência no voto da grande maioria do eleitorado"

Escritor avalia que antipetismo se descolou das forças do golpe
Escritor avalia que antipetismo se descolou das forças do golpe (Foto: Beto Barata - PR)

247 - O escritor Alexandre Tambelli afirma que o descrédito da mídia hegemônica e da Lava Jato provocou um comportamento inédito do eleitorado brasileiro, que se aglutina em torno da candidatura Lula e despreza a candidatura do golpe de Geraldo Alckmin. Ele diz que o "judiciário modelo Lava-Jato e [a] Mídia hegemônica capitaneada pela Rede Globo estão associados ao golpe, ao Governo Temer, ao Brasil da depressão econômica e do desemprego e isto dissocia estes três componentes: Justiça da Lava-Jato, Globo & velha mídia e Governo Temer da capacidade de influência no voto da grande maioria do eleitorado".

Em artigo para o jornal GGN, Tambelli destaca que "o antipetismo descolado das forças que arquitetaram o Golpe: midiáticas, econômicas e da Lava-Jato é uma interessante novidade eleitoral de 2018, forças que não impulsionam uma candidatura eleitoralmente viável. Uma visão, ensaio particular deste processo eleitoral." 

E acrescenta: "um movimento dentro da sociedade como um todo se dá nestes mais de 2 anos do Golpe: o movimento de descrédito para com a Mídia hegemônica e o Judiciário modelo Lava-Jato por parte da população, traduzido de maneira simples nas pesquisas eleitorais nos dois candidatos líderes, Lula e Bolsonaro:

1) O PT cresce eleitoralmente mesmo com Lula preso, mesmo com todo o Lawfare diário contra o PT, Dilma e Lula de 4 anos, ao menos, para cá;

 2) Bolsonaro encarna com mais força o antipetismo eleitoral e não mais o PSDB, que é o partido político preferencial do Judiciário modelo Lava-Jato, da Mídia hegemônica e do "Mercado" + Império."

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247