Estadão: Bolsonaro é movido por fanatismo e ruma para o desastre

"São cada vez mais evidentes os sinais de que Bolsonaro, como governante, toma suas decisões não por razões de Estado ou como parte de alguma estratégia política de longo prazo, e sim estimulado pela perspectiva do aplauso fácil e imediato, este que brota de suas fanáticas hostes nas redes sociais", aponta editorial do jornal Estado de S. Paulo

Estadão: Bolsonaro é movido por fanatismo e ruma para o desastre
Estadão: Bolsonaro é movido por fanatismo e ruma para o desastre (Foto: IGO ESTRELA)

247 – O jornal Estado de S. Paulo, partícipe do golpe contra a democracia brasileira, por ter apoiado a derrubada da presidente Dilma Rousseff e a prisão ilegal de Lula, já prevê o desastre com Jair Bolsonaro.  "São cada vez mais evidentes os sinais de que Bolsonaro, como governante, toma suas decisões não por razões de Estado ou como parte de alguma estratégia política de longo prazo, e sim estimulado pela perspectiva do aplauso fácil e imediato, este que brota de suas fanáticas hostes nas redes sociais – meio de comunicação caótico e irresponsável que Bolsonaro escolheu para se dirigir à sociedade, a título de estabelecer uma 'relação direta entre o eleitor e seus representantes', como disse em seu discurso ao ser diplomado como presidente", aponta.

"Desse modo, Bolsonaro equipara os atos de governo a tuítes tolos e a 'memes' engraçadinhos. Nem é preciso mencionar os riscos institucionais que essa prática acarreta – basta lembrar a recente confusão criada pelo presidente e por um de seus filhos no Twitter a respeito de um dos ministros de Bolsonaro, demitido como consequência do imbróglio", diz editorial deste domingo. Bolsonaro e seu entorno parecem ter decidido acelerar sua marcha populista – receita certa para o desastre", diz ainda o texto.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247