Extradição de Assange começa a ser decidida na segunda-feira

O jornalista Julian Assange poderá ser extraditado aos Estados Unidos por ter revelado cenas de crimes de guerra, inclusive a tortura de uma criança, além de publicar documentos militares e diplomáticos estadunidenses

Julian Assange
Julian Assange (Foto: REUTERS / Simon Dawson)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "Acaba de estrear em diferentes plataformas o documentário 'The War on Journalism', a guerra contra o jornalismo, sobre Julian Assange, do WikiLeaks, cuja extradição aos EUA começa a ser decidida nesta segunda (7) em Londres", informa o colunista da Folha de S.Paulo, Nelson de Sá.

O filme visa mobilizar apoio ao jornalista e retrata a década de seu confinamento em prisões e na embaixada do Equador. 

Nelson de Sá destaca que o documentário rememora as cenas que Assange revelou em 2010. O histórico vídeo do helicóptero americano em Bagdá, gravando a própria operação que matou 11 pessoas, inclusive dois jornalistas da Reuters. Outra, cena denuncia a tortura de uma criança. 

"O trabalho que [Assange] realizou em 2010 e que pode terminar condenado como espionagem foi jornalístico", escreve Nelson de Sá.

O colunista da Folha ressalta que é pelas cenas que Assange expôs ao mundo e pelos documentos militares e diplomáticos que o WikiLeaks publicou que os EUA o querem, para que seja julgado com base na Lei de Espionagem de 1917.

A eventual extradição de Assange poderia estabelecer precedente para perseguição não somente nos EUA, mas global, Brasil inclusive. O alarme disparou em várias partes, nas últimas semanas, embora não nos veículos maiores.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email