Fernando Morais: Janot dá o lance final do golpe

O escritor Fernando Morais avalia que o procurador-geral da República Rodrigo Janot "começa a dar o passo final do golpe", numa referência ao pedido de investigação contra o ex-presidente Lula; "Porque não haveria sentido em fazer tudo o que fizeram até agora e deixar Lula tinindo nos cascos para as próximas eleições - sejam elas em 90 dias ou em 2018. Ao pretender tornar Lula inelegível - mesmo que ele seja condenado à mais branda das penas - o procurador-geral da República dá o fecho de ouro ao golpe", diz

O escritor Fernando Morais avalia que o procurador-geral da República Rodrigo Janot "começa a dar o passo final do golpe", numa referência ao pedido de investigação contra o ex-presidente Lula; "Porque não haveria sentido em fazer tudo o que fizeram até agora e deixar Lula tinindo nos cascos para as próximas eleições - sejam elas em 90 dias ou em 2018. Ao pretender tornar Lula inelegível - mesmo que ele seja condenado à mais branda das penas - o procurador-geral da República dá o fecho de ouro ao golpe", diz
O escritor Fernando Morais avalia que o procurador-geral da República Rodrigo Janot "começa a dar o passo final do golpe", numa referência ao pedido de investigação contra o ex-presidente Lula; "Porque não haveria sentido em fazer tudo o que fizeram até agora e deixar Lula tinindo nos cascos para as próximas eleições - sejam elas em 90 dias ou em 2018. Ao pretender tornar Lula inelegível - mesmo que ele seja condenado à mais branda das penas - o procurador-geral da República dá o fecho de ouro ao golpe", diz (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O escritor Fernando Morais avalia que o procurador-geral da República Rodrigo Janot "começa a dar o passo final do golpe", numa referência ao pedido de investigação contra o ex-presidente Lula.

"Porque não haveria sentido em fazer tudo o que fizeram até agora e deixar Lula tinindo nos cascos para as próximas eleições - sejam elas em 90 dias ou em 2018. Ao pretender tornar Lula inelegível - mesmo que ele seja condenado à mais branda das penas - o procurador-geral da República dá o fecho de ouro ao golpe", diz

Morais pondera que "ainda que inabilitem Lula, os golpistas não podem impedi-lo de apoiar Jacques Wagner ou Fernando Haddad ou mesmo Ciro gomes para as eleições presidenciais".

"Não podemos dar um minuto de sossego a essa gente", conclui.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247