Fernando Rodrigues desvincula "mensalão" da eleição

Jornalista diz que é nulo o impacto eleitoral da decisão do Supremo Tribunal Federal de derrubar a condenação por formação de quadrilha na AP 470: “a imagem do PT já estava avariada. O ganho difuso (e mínimo) da oposição já foi contabilizado há muito tempo”

Jornalista diz que é nulo o impacto eleitoral da decisão do Supremo Tribunal Federal de derrubar a condenação por formação de quadrilha na AP 470: “a imagem do PT já estava avariada. O ganho difuso (e mínimo) da oposição já foi contabilizado há muito tempo”
Jornalista diz que é nulo o impacto eleitoral da decisão do Supremo Tribunal Federal de derrubar a condenação por formação de quadrilha na AP 470: “a imagem do PT já estava avariada. O ganho difuso (e mínimo) da oposição já foi contabilizado há muito tempo” (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O colunista da Folha de S. Paulo Fernando Rodrigues vê como nulo o impacto eleitoral da decisão do Supremo Tribunal Federal de derrubar a condenação por formação de quadrilha na AP 470: “a imagem do PT já estava avariada. O ganho difuso (e mínimo) da oposição já foi contabilizado há muito tempo”.

Para ele, o questionamento da decisão do STF será sempre uma “guerra retórica” entre PT e oposição: “O PT e os mensaleiros argumentam que agora foi feita justiça, antes solapada por interesses políticos. O PSDB e outros oposicionistas gritam que ocorreu uma grande politização e tudo está armado para, em breve, todas as penas serem anuladas”, diz.

Fernando Rodrigues vê como saldo do processo apenas uma batalha perdida para os mensaleiros e derrota pela demora da Justiça.

Leia aqui o artigo na íntegra.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email