Folha retrata Bolsonaro como cão sem dentes que não deve ser levado a sério

Em editorial, jornal aponta que seus ataques contra as instituições são demonstração de fraqueza – e não de força

(Foto: ABr | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – "A população já sabe que não deve levar a sério o que diz o presidente Jair Bolsonaro. Ainda assim, é forçoso anotar, até como registro para a posteridade, que, no dia 28 de maio de 2020, o chefe de Estado do Brasil afirmou, referindo-se a decisões do Poder Judiciário: 'Ordens absurdas não se cumprem'”, aponta o jornal Folha de S. Paulo, em editorial publicado neste sábado.

"Os rugidos são inversamente proporcionais ao dano que essas figuras liliputianas da política brasileira podem causar à institucionalidade. Configuram-se, na verdade, sintomas do enfraquecimento e do isolamento progressivos de Jair Bolsonaro e seu círculo de fanáticos", diz o editorialista. "O presidente que rosnou perante a turma de agitadores violentos que o bajula no famigerado cercadinho do Alvorada foi o mesmo que, ordeiramente, ingressou com recurso no Supremo para tentar evitar o depoimento do ministro da Educação que havia insultado a corte."

Segundo a Folha, Bolsonaro não tem tanques para promover seu golpe de estado.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247