FT diz que candidatura de Lula “é dor de cabeça” para Temer

Jornal britânico Financial Times destaca, nesta quinta-feira (20), que a possibilidade de Lula voltar a disputar a Presidência da República em 2018 é "mais uma dor de cabeça para Michel Temer", que tem enfrentado dificuldades junto à sua base para aprovar a reforma da Previdência, além de vários ministros, e ele próprio, terem sido citados em delações premiadas como beneficiários de propinas; em seus discursos como candidato, Lula "promove seus oito anos no poder, entre 2003 e 2010, quando a economia do Brasil tinha um dos crescimentos mais rápidos do mundo, e ataca o atual governo conservador do presidente Michel Temer"

Jornal britânico Financial Times destaca, nesta quinta-feira (20), que a possibilidade de Lula voltar a disputar a Presidência da República em 2018 é "mais uma dor de cabeça para Michel Temer", que tem enfrentado dificuldades junto à sua base para aprovar a reforma da Previdência, além de vários ministros, e ele próprio, terem sido citados em delações premiadas como beneficiários de propinas; em seus discursos como candidato, Lula "promove seus oito anos no poder, entre 2003 e 2010, quando a economia do Brasil tinha um dos crescimentos mais rápidos do mundo, e ataca o atual governo conservador do presidente Michel Temer"
Jornal britânico Financial Times destaca, nesta quinta-feira (20), que a possibilidade de Lula voltar a disputar a Presidência da República em 2018 é "mais uma dor de cabeça para Michel Temer", que tem enfrentado dificuldades junto à sua base para aprovar a reforma da Previdência, além de vários ministros, e ele próprio, terem sido citados em delações premiadas como beneficiários de propinas; em seus discursos como candidato, Lula "promove seus oito anos no poder, entre 2003 e 2010, quando a economia do Brasil tinha um dos crescimentos mais rápidos do mundo, e ataca o atual governo conservador do presidente Michel Temer" (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornal britânico Financial Times destacou, em reportagem nesta quinta-feira (20), que a possibilidade de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltar a disputar a Presidência da República em 2018 é "mais uma dor de cabeça para Michel Temer", que já tem enfrentado dificuldades junto à sua base para aprovar a reforma da Previdência, além de vários ministros, e ele próprio, terem sido citados em delações premiadas como beneficiários de propinas.

Para o FT, Lula "deu o pontapé inicial no que muitos acreditam que pode se tornar uma das mais notáveis tentativas de retomada política do Brasil". O jornal lembra que, em seus discursos como candidato, como em um vídeo divulgado na semana passada, Lula "promove seus oito anos no poder, entre 2003 e 2010, quando a economia do Brasil tinha um dos crescimentos mais rápidos do mundo, e ataca o atual governo conservador do presidente Michel Temer".

O Financial Times destaca a pesquisa CNT/MDA, que aponta Lula como líder entre os candidatos ao Planalto, e lembra que o petista deixou o governo com 83% de aprovação. Apesar disso, o jornal observa que Lula é investigado e, caso seja condenado na Lava Jato, poderá se tornar inelegível em 2018.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247