Globo blinda FHC no noticiário da Lava Jato

Diretora da Central Globo de Jornalismo, Silvia Faria, determinou a todos os chefes de núcleo em email enviado no fim de semana: "Tirar trecho que menciona FHC nos VTs sobre Lava a Jato (...) revisem os vts com atenção! Não vamos deixar ir ao ar nenhum com citação ao Fernando Henrique"; emissora dirigida por João Roberto Marinho deu o recado depois de reportagem ter procurado o ex-presidente para repercutir as declarações de Pedro Barusco, de que recebia propinas na Petrobras desde 1997, antes do governo Lula; o Jornal Nacional sequer divulgou a acusação de Baruco, mas deu total destaque à resposta de FHC sobre o caso; segundo o tucano, em seu governo, as propinas eram fruto de negociação individual de Barusco com seus fornecedores; no governo Lula, de acerto políticos

Diretora da Central Globo de Jornalismo, Silvia Faria, determinou a todos os chefes de núcleo em email enviado no fim de semana: "Tirar trecho que menciona FHC nos VTs sobre Lava a Jato (...) revisem os vts com atenção! Não vamos deixar ir ao ar nenhum com citação ao Fernando Henrique"; emissora dirigida por João Roberto Marinho deu o recado depois de reportagem ter procurado o ex-presidente para repercutir as declarações de Pedro Barusco, de que recebia propinas na Petrobras desde 1997, antes do governo Lula; o Jornal Nacional sequer divulgou a acusação de Baruco, mas deu total destaque à resposta de FHC sobre o caso; segundo o tucano, em seu governo, as propinas eram fruto de negociação individual de Barusco com seus fornecedores; no governo Lula, de acerto políticos
Diretora da Central Globo de Jornalismo, Silvia Faria, determinou a todos os chefes de núcleo em email enviado no fim de semana: "Tirar trecho que menciona FHC nos VTs sobre Lava a Jato (...) revisem os vts com atenção! Não vamos deixar ir ao ar nenhum com citação ao Fernando Henrique"; emissora dirigida por João Roberto Marinho deu o recado depois de reportagem ter procurado o ex-presidente para repercutir as declarações de Pedro Barusco, de que recebia propinas na Petrobras desde 1997, antes do governo Lula; o Jornal Nacional sequer divulgou a acusação de Baruco, mas deu total destaque à resposta de FHC sobre o caso; segundo o tucano, em seu governo, as propinas eram fruto de negociação individual de Barusco com seus fornecedores; no governo Lula, de acerto políticos (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O direcionamento no noticiário da Globo, emissora dirigida pelo herdeiro João Roberto Marinho, a fim de prejudicar o atual governo da presidente Dilma Rousseff, e apoiando, assim, a campanha pelo impeachment, está mais do que comprovado. Neste fim de semana, a diretora da Central Globo de Jornalismo, Silvia Faria, enviou o seguinte email a todos os chefes de núcleo da emissora:

"Assunto: Tirar trecho que menciona FHC nos VTs sobre Lava a Jato

Atenção para a orientação

Sergio e Mazza: revisem os vts com atenção! Não vamos deixar ir ao ar nenhum com citação ao Fernando Henrique".

O email foi divulgado pelo jornalista Luís Nassif neste domingo, em seu blog. O recado foi enviado após a veiculação de uma reportagem que procurou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para repercutir as declarações do ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco – de que recebia propinas na estatal desde 1997, antes do governo Lula. Barusco prometeu devolver aos cofres públicos uma fortuna de US$ 97 milhões em dinheiro desviado.

No Jornal Nacional, a acusação de Barusco sequer foi divulgada, mas deu-se todo destaque ao comentário de FHC sobre o caso (assista aqui). O tucano assegurou que, no seu governo, as propinas eram fruto de negociação individual entre Barusco e os fornecedores. Já no governo Lula, eram fruto de acertos políticos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email