Globo usa esquemas do PMDB na Caixa para pregar privatização

O jornal O Globo publicou neste sábado um editorial em que tenta relacionar os esquemas de corrupção do PMDB na Caixa Econômica Federal a uma espécie de epidemia de corrupção nas estatais, deixando implícita uma pregação pelas privatizações como forma de se livrar dos dirigentes corruptos

Globo usa esquemas do PMDB na Caixa para pregar privatização
Globo usa esquemas do PMDB na Caixa para pregar privatização (Foto: ABr)

247 - Em editorial publicado neste sábado, o jornal O Globo força a barra e usa os esquemas de corrupção do PMDB na Caixa Econômica Federal para defender a privatização. Em seu texto, o jornal da família Marinho tenta associar estatais à corrupção endêmica.

Confira abaixo alguns trechos do texto

"É dentro deste mesmo contexto que transcorrem as descabidas pressões de políticos da base do governo Temer, para manter a influência na nomeação dos 12 vice-presidentes da Caixa Econômica, banco estatal constantemente ordenhado por esses esquemas de corrupção. Atuante em um deles, o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha está preso.

(...)

Alega-se que muitos diretores são da própria Caixa, o caso do presidente, Gilberto Occhi. Mas ele é ligado ao PP, com apoio do qual foi ministro das Cidades de Dilma. Na verdade, ser técnico e/ou funcionário de carreira da estatal não é qualquer salvaguarda. Haja vista os diretores da Petrobras apanhados pela Lava-Jato, todos profissionais e de carreira.

A espécie de rebelião na base de Temer, na esteira do afastamento dos vice-presidentes da Caixa, é esclarecedora. A proibição do financiamento de campanha por empresas, vê-se, não reduz a ânsia dos políticos em ter influência nas estatais. É certo, portanto, que contam com apoio via caixa 2, ao contrário do que achavam os otimistas com essa proibição definida pelo Supremo. Cabe a Temer reagir, protegendo-se na Lei das Estatais."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247