Jânio de Freitas defende que é preciso lavar a Lava Jato

O jornalista Jânio de Freitas escreve neste domingo na Folha de S.Paulo que é necessário "uma Lava Jato da Lava Jato, uma Lava Jato honesta para investigar a Lava Jato deformada, sob manipulação de Sergio Moro e Deltan Dallagnol, para interferências políticas e eleitorais".

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Jânio de Freitas escreve neste domingo na Folha de S.Paulo que é necessário "uma Lava Jato da Lava Jato, uma Lava Jato honesta para investigar a Lava Jato deformada, sob manipulação de Sergio Moro e Deltan Dallagnol, para interferências políticas e eleitorais".  

"As revelações do site The Intercept Brasil, quase todas em associação com a Folha, tornam impossível qualquer dúvida respeitável sobre o desvirtuamento, passível de configuração criminal, do ataque à corrupção".   

O jornalista põe em dúvida se as instituições que deveriam incumbir-se da investigação da ação irregular de procuradores e juízes são capazes disso: "Mas, dada a gravidade das revelações, provoca uma outra dúvida: a de que haja, entre as instituições apropriadas, ao menos uma capaz de investigação tão profunda e consequente quanto necessário.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247