Janio diz que barrar negociações de delação de Cunha parece birra

"Nem como pressão é promissor o corte das negociações, a um mês da substituição de Rodrigo Janot por uma situação de incógnita. Mais parece birra da presunção paranoide de alguns salvadores do país, confrontados com as resistências do seu prisioneiro", analisa o jornalista

"Nem como pressão é promissor o corte das negociações, a um mês da substituição de Rodrigo Janot por uma situação de incógnita. Mais parece birra da presunção paranoide de alguns salvadores do país, confrontados com as resistências do seu prisioneiro", analisa o jornalista
"Nem como pressão é promissor o corte das negociações, a um mês da substituição de Rodrigo Janot por uma situação de incógnita. Mais parece birra da presunção paranoide de alguns salvadores do país, confrontados com as resistências do seu prisioneiro", analisa o jornalista (Foto: Gisele Federicce)

247 - O jornalista Janio de Freitas defende, em sua coluna na Folha neste domingo, que as negociações da Lava Jato para o acordo de delação premiada com Eduardo Cunha não sejam interrompidas.

O ex-presidente da Câmara, que está preso em Brasília, "é quem mais conhece a diversidade de personagens no nundo das transações obscuras", destaca Janio.

"Nem como pressão é promissor o corte das negociações, a um mês da substituição de Rodrigo Janot por uma situação de incógnita. Mais parece birra da presunção paranoide de alguns salvadores do país, confrontados com as resistências do seu prisioneiro", analisa.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247