Josias: Ministros de Temer não são demitidos, têm alta

"O primeiro escalão do Palácio do Planalto foi transformado numa espécie de UTI para tratamento de ministros intoxicados pelas investigações da Lava Jato", afirma o jornalista Josias de Souza, citando Moreira Franco e Eliseu Padilha, este último que voltou de licença nesta segunda-feira; "Ambos estão em condições políticas precárias. Não há perspectivas de melhora. Definharão nos cargos, até ficar evidente que a deterioração é irreversível", diz

"O primeiro escalão do Palácio do Planalto foi transformado numa espécie de UTI para tratamento de ministros intoxicados pelas investigações da Lava Jato", afirma o jornalista Josias de Souza, citando Moreira Franco e Eliseu Padilha, este último que voltou de licença nesta segunda-feira; "Ambos estão em condições políticas precárias. Não há perspectivas de melhora. Definharão nos cargos, até ficar evidente que a deterioração é irreversível", diz
"O primeiro escalão do Palácio do Planalto foi transformado numa espécie de UTI para tratamento de ministros intoxicados pelas investigações da Lava Jato", afirma o jornalista Josias de Souza, citando Moreira Franco e Eliseu Padilha, este último que voltou de licença nesta segunda-feira; "Ambos estão em condições políticas precárias. Não há perspectivas de melhora. Definharão nos cargos, até ficar evidente que a deterioração é irreversível", diz (Foto: Gisele Federicce)

247 - "O primeiro escalão do Palácio do Planalto foi transformado numa espécie de UTI para tratamento de ministros intoxicados pelas investigações da Lava Jato", afirma o jornalista Josias de Souza, em seu blog no UOL.

Ele cita os ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha, este último, que reassumiu a Casa Civil nesta segunda-feira 13 após uma licença médica de 12 dias. "Ambos estão em condições políticas precárias. Não há perspectivas de melhora. Definharão nos cargos, até ficar evidente que a deterioração é irreversível", diz Josias.

"Os políticos procuram freneticamente um remédio contra a intoxicação da Lava Jato. Mas ainda não descobriram o antídoto. Temer decidiu que, enquanto for possível, manterá os auxiliares enfermos ligados ao tubo do foro privilegiado", completa o colunista. Segundo ele, "na UTI do Planalto é assim os pacientes acham quem não devem nada a ninguém. Muito menos explicações".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247