Jovem que atirou ovo em Bolsonaro é vítima de fake news nas redes

A autora do escracho contra o deputado Jair Bolsonaro nesta semana em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, vem sendo identificada como "Gabi", filiada ao PCdoB; depois da ovada, ela passou a ser alvo de notícias falsas na internet, como a de que vem infectando homens e mulheres com Aids na cidade paulista

A autora do escracho contra o deputado Jair Bolsonaro nesta semana em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, vem sendo identificada como "Gabi", filiada ao PCdoB; depois da ovada, ela passou a ser alvo de notícias falsas na internet, como a de que vem infectando homens e mulheres com Aids na cidade paulista
A autora do escracho contra o deputado Jair Bolsonaro nesta semana em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, vem sendo identificada como "Gabi", filiada ao PCdoB; depois da ovada, ela passou a ser alvo de notícias falsas na internet, como a de que vem infectando homens e mulheres com Aids na cidade paulista (Foto: Gisele Federicce)

247 - A jovem responsável pela ovada contra o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) nesta semana em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, vem sendo alvo da onda de ódio dos apoiadores do parlamentar e de notícias falsas nas redes sociais.

Após o escracho, cujo vídeo viralizou nas redes sociais, a autora do ato passou a ser identificada como "Gabi", jovem filiada ao PCdoB. Segundo reportagem do UOL, ela é Gabrielle Van Pelt, vice-presidente regional da UEE (União Estadual dos Estudantes).

"Homofóbico. Você não é bem aceito", gritou a jovem ao jogar o ovo, que se espatifou na roupa do deputado.

Após o episódio, surgiram notícias falsas a seu respeito, como a de que ela foi presa na cidade paulista suspeita de infectar homens e mulheres com Aids.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247