Juíza que ensinou a burlar o uso de máscara é militante extremista e fã de Olavo de Carvalho

Juíza seguidora do guro Olavo de Carvalho há alguns anos usa suas redes e aparições públicas para a defesa das teses de extrema-direita

Olavo de Carvalho e Ludmila Lins Grilo
Olavo de Carvalho e Ludmila Lins Grilo (Foto: Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News

Portal Forum - A juíza Ludmila Lins Grilo, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), tem conseguido nas últimas semanas o que parece ter sempre desejado: os holofotes. Se, por um lado, ganhou inúmeras críticas de jornalistas e internautas por ensinar nas redes como burlar o uso de máscara contra o coronavírus tomando sorvete, por outro, multiplicou em seus perfis o número de seguidores bolsonaristas, olavistas e congêneres. Ela tem, no momento, mais de 140 mil seguidores no Twitter e 55 mil no Instagram. E usa as ferramentas para fazer o exato oposto do que se espera da um juiz de Direito: a isenção.

A militância afeita a teses da extrema-direita de Ludmila, no entanto, já vem de algum tempo. Dentro da sua seara, por exemplo, ela foi defensora da prisão em segunda instância, no momento em que o fato implicava diretamente na ida do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para um presídio.

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email