Kennedy: panelaço em SP é alerta para Dilma

Colunista Kennedy Alencar diz que, reação negativa em SP ao pronunciamento da presidente Dilma Rousseff deve ser considerada pelo governo; segundo ele, reações imediatas sinalizam alta possibilidade de protestos encorpados contra o governo no próximo domingo, dia 15 de março: “Subestimar essa advertência tenderá a agravar a situação da presidente. Diagnóstico e estratégia incorretos costumam piorar as crises”

Colunista Kennedy Alencar diz que, reação negativa em SP ao pronunciamento da presidente Dilma Rousseff deve ser considerada pelo governo; segundo ele, reações imediatas sinalizam alta possibilidade de protestos encorpados contra o governo no próximo domingo, dia 15 de março: “Subestimar essa advertência tenderá a agravar a situação da presidente. Diagnóstico e estratégia incorretos costumam piorar as crises”
Colunista Kennedy Alencar diz que, reação negativa em SP ao pronunciamento da presidente Dilma Rousseff deve ser considerada pelo governo; segundo ele, reações imediatas sinalizam alta possibilidade de protestos encorpados contra o governo no próximo domingo, dia 15 de março: “Subestimar essa advertência tenderá a agravar a situação da presidente. Diagnóstico e estratégia incorretos costumam piorar as crises” (Foto: Roberta Namour)

247 – Durante o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff em cadeia de rádio e TV, houve buzinaço e panelaço em áreas nobres de São Paulo. Para o colunista Kennedy Alencar, trata-se de um alerta para o governo que não deve ser ignorado:

“São Paulo não representa o Brasil. Se representasse, o resultado da eleição presidencial de outubro teria sido outro. E será importante saber se outras regiões do país reagiram da mesma forma. Certo fascismo tem saído do armário com maior desenvoltura recentemente.

Mas é inegável notar que o governo e o PT perderam terreno nas últimas semanas. Assim, é prudente não ignorar tais manifestações _bem diferentes de claques nas redes sociais ou de protestos de 20 gatos pingados na frente da Procuradoria Geral da República”, diz

Segundo ele, reações imediatas ao seu pronunciamento sinalizam alta possibilidade de protestos encorpados contra o governo no próximo domingo, dia 15 de março. “Subestimar essa advertência tenderá a agravar a situação da presidente. Diagnóstico e estratégia incorretos costumam piorar as crises”, conclui (leia mais).

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247