Kotscho: “é como se Lula tivesse sido condenado também à morte política”

"Desde que chegou à carceragem da Polícia Federal em Curitiba, há 16 dias, o ex-presidente foi confinado numa cela solitária, com direito a duas horas de sol por dia, sem poder se comunicar com ninguém", escreve o jornalista Ricardo Kotscho; "É como se Lula tivesse sido condenado também à morte política"

"Desde que chegou à carceragem da Polícia Federal em Curitiba, há 16 dias, o ex-presidente foi confinado numa cela solitária, com direito a duas horas de sol por dia, sem poder se comunicar com ninguém", escreve o jornalista Ricardo Kotscho; "É como se Lula tivesse sido condenado também à morte política"
"Desde que chegou à carceragem da Polícia Federal em Curitiba, há 16 dias, o ex-presidente foi confinado numa cela solitária, com direito a duas horas de sol por dia, sem poder se comunicar com ninguém", escreve o jornalista Ricardo Kotscho; "É como se Lula tivesse sido condenado também à morte política" (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "Lula não foi apenas condenado a 12 anos e encarcerado pelo juiz Sergio Moro, o comandante-em-chefe da força-tarefa da Lava Jato. Desde que chegou à carceragem da Polícia Federal em Curitiba, há 16 dias, o ex-presidente foi confinado numa cela solitária, com direito a duas horas de sol por dia, sem poder se comunicar com ninguém", escreve o jornalista Ricardo Kotscho.

Segundo o blogueiro, "à pena de prisão, os responsáveis pela custódia acrescentaram a incomunicabilidade de Lula, limitando as visitas apenas a familiares e advogados". 

"Até onde sei, só costumam ser confinados em celas solitárias presos de alta periculosidade que tenham cometido transgressões graves, mas isto não consta da justificativa da juíza Lebbos, que limitou-se a dizer que não há ilegalidade na decisão: 'Deve, neste momento, ser observado o regramento vigente, o que inviabiliza o acolhimento dos pedidos de visita deduzidos'", continua. "É como se Lula tivesse sido condenado também à morte política".

Leia a íntegra no Balaio do kotscho

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email