Luis Nassif comenta sobre 'a guerra final' dos Bolsonaro

O jornalista Luís Nassif publica no GGN uma retrospectiva dos alertas que fez sobre a crise do governo Bolsonaro e a guerra final do ocupante do Planalto e seus filhos. Afirma que "estimulado pelos filhos e por Olavo de Carvalho, Bolsonaro abriu mão de todas as suas 'âncoras' e decidiu partir para a guerra individual"

Flávio, Jair, Eduardo e Carlos Bolsonaro; Olavo de Carvalho
Flávio, Jair, Eduardo e Carlos Bolsonaro; Olavo de Carvalho (Foto: Reprodução | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "Depois das últimas escaramuças, não resta dúvida de que a alma do governo Jair Bolsonaro são seus filhos Carlos e Eduardo. E, por trás de ambos, Olavo de Carvalho. Conforme foi possível conferir ao longo desses meses iniciais, todas as loucuras ditas por Olavo e pelos filhos de Bolsonaro têm consequências políticas. Não são meramente bazófias e grosserias. Têm que ser interpretadas ao pé da letra" - escrevia Nassif em maio do ano passado. 

"Uma das peças centrais do governo Bolsonaro é o desmonte de qualquer forma de proteção social e de regulação capitalista da economia. Embrulha tudo isso na embalagem do empreendedorismo e da liberdade de atuação das empresas"

"O horror à divergência é consequência automática do complexo de inferioridade que os acompanha a vida toda, seja pelas vulnerabilidades de origem, seja pela fraqueza intelectual. Só confiam nos seus. Dai a exigência de obediência absoluta, que faz os espíritos mais fracos se comportarem de forma vergonhosamente subserviente. Como bem anotou Jânio de Freitas, Bolsonaro tem a compulsão da morte".

Leia a íntegra 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247