'Lula', 'vergonha' e 'corrupção' foram termos mais citados nas redes sobre participação de Bolsonaro na Assembleia-Geral da ONU

Viagem de Jair Bolsonaro aos EUA Unidos para participar da 77ª Assembleia Geral da ONU cerca de 1,7 milhão de interações no Twitter, Instagram e Facebook

www.brasil247.com -
(Foto: REUTERS/Lucas Jackson)


247 - A viagem que Jair Bolsonaro fez esta semana aos Estados Unidos para participar da 77ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) gerou cerca de 1,7 milhão de interações no Twitter, Instagram e Facebook por meio da associação dos termos Lula', 'vergonha' e 'corrupção' entre a terça-feira (20) e quarta-feira (21).

De acordo com um levantamento feito por meio do software da Vox Radar, empresa especializada na análise das redes sociais e divulgado pela pela startup de comunicação O Pauteiro, Bolsonaro foi citado em 10 mil postagens no Twitter junto ao termo 'ONU. 

A palavra mais citada associada a Bolsonaro e ONU foi ‘Lula’, sendo mencionada  em 1205 ocasiões. Em seguida, aparecem ‘vergonha’, utilizada 1057 vezes, e corrupção' (580 vezes), que foi utilizado principalmente por perfis bolsonaristas que destacaram um dos trechos do discurso de Bolsonaro na ONU sobre o "fim da corrupção sistêmica" citado por Bolsonaro em um ataque direto ao ex-presidente Lula.   

A palavra 'mundial', inserida no contexto da "vergonha mundial" citada por opositores, foi empregada em 541 menções sobre o assunto. Já o termo 'eleitoral' foi utilizado em 553 postagens inseridas no  contexto de "campanha eleitoral" ou "palanque eleitoral".

A análise apontou, ainda, que a maior parte das  1,7 milhão de interações nas redes ocorreu no Instagram (844 mil), seguido pelo Twitter (630,5 mil) e Facebook (231,4 mil). Ainda conforme a Vox Radar, a maioria das postagens (35,6%) foi feita por perfis bolsonaristas. Os perfis não polarizados responderam por 35,4% do total e outros 19,5% estão ligados a quem manifesta preferência pela esquerda. Outros 9,5% foram identificados com perfis de direita fora da bolha do bolsonarismo.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email