Magnoli: 'PSDB fez pacto com o demônio'

"Se Fausto entregou sua alma em troca de ilimitado conhecimento e poderes mágicos, o PSDB intercambiou sua integridade política pela promessa de deflagração do impeachment. Mas, à diferença de Mefistófeles, que cumpriu a palavra empenhada durante os 24 anos da vigência do pacto, Cunha ensaia rasgar o compromisso no balcão de negócios do Planalto", diz o colunista Demétrio Magnoli; segundo ele, o deputado Carlos Sampaio e seus cavaleiros "não entenderam a relação entre o PSDB e as multidões que ocuparam as ruas para maldizer o governo"

Presidente da C�mara dos Deputados, Eduardo Cunha, durante sess�o extraordin�ria para tentar concluir a vota��o da reforma pol�tica, em primeiro turno (Antonio Cruz/Ag�ncia Brasil)
Presidente da C�mara dos Deputados, Eduardo Cunha, durante sess�o extraordin�ria para tentar concluir a vota��o da reforma pol�tica, em primeiro turno (Antonio Cruz/Ag�ncia Brasil) (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O colunista Demétrio Magnoli, crítico constante do PT em seus artigos, afirma que o PSDB fechou um pacto com o demônio, simbolizado na figura do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), na coluna Fausto no trópico.

"Tal como na célebre lenda folclórica germânica, os tucanos firmaram um pacto com o Diabo, representado pela figura mefistofélica de Eduardo Cunha. Se Fausto entregou sua alma em troca de ilimitado conhecimento e poderes mágicos, o PSDB intercambiou sua integridade política pela promessa de deflagração do impeachment", diz ele. "Mas, à diferença de Mefistófeles, que cumpriu a palavra empenhada durante os 24 anos da vigência do pacto, Cunha ensaia rasgar o compromisso no balcão de negócios do Planalto. Será uma bela lição para o principal partido oposicionista."

Segundo Magnoli, "Sampaio e seus cavaleiros não entenderam a relação entre o PSDB e as multidões que ocuparam as ruas para maldizer o governo."

"No calor do asfalto, impeachment é uma síntese possível da indignação nacional contra o lulopetismo. Nas maquinações do Congresso, contudo, o impedimento da presidente exige a ruptura do PMDB com o governo, algo que escapa ao controle dos tucanos", diz ele. "O Fausto original termina no inferno; o de Goethe salva-se por uma graça divina. Qual será a sorte do PSDB?"

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email