Mariana Godoy: “intolerância não é um botão ON/OFF”

Jornalista indica que um impeachment sem crime de responsabilidade, se concretizado, só fará crescer a violência política; "Eu sou a favor de impeachment com crime. Mas sou totalmente contra esse método violento. E depois? A intolerância não é um botão ON/OFF", postou no Twitter; ela menciona protestos em frente à casa de Ciro Gomes durante a madrugada e agora agressões contra o ministro Teori Zavascki, do STF

Jornalista indica que um impeachment sem crime de responsabilidade, se concretizado, só fará crescer a violência política; "Eu sou a favor de impeachment com crime. Mas sou totalmente contra esse método violento. E depois? A intolerância não é um botão ON/OFF", postou no Twitter; ela menciona protestos em frente à casa de Ciro Gomes durante a madrugada e agora agressões contra o ministro Teori Zavascki, do STF
Jornalista indica que um impeachment sem crime de responsabilidade, se concretizado, só fará crescer a violência política; "Eu sou a favor de impeachment com crime. Mas sou totalmente contra esse método violento. E depois? A intolerância não é um botão ON/OFF", postou no Twitter; ela menciona protestos em frente à casa de Ciro Gomes durante a madrugada e agora agressões contra o ministro Teori Zavascki, do STF (Foto: Gisele Federicce)

247 – A jornalista Mariana Godoy, ex-Globo e atual apresentadora do Mariana Godoy Entrevista, da RedeTV, avalia que um impeachment sem crime de responsabilidade, se efetivamente concretizado no País, só fará com que a violência política cresça.

"Eu sou a favor de impeachment com crime. Mas sou totalmente contra esse método violento. E depois? A intolerância não é um botão ON/OFF", postou a jornalista no Twitter, lembrando de atos em frente à casa do ex-ministro Ciro Gomes durante a madrugada e as recentes agressões contra o ministro Teori Zavascki, do STF.

"Já agrediram adolescente de bike vermelha, a mãe com bebê no colo que usava roupinha vermelha e agora um garoto com camiseta da Suíça. Começaram acordando o Ciro Gomes de madrugada. Agora estão tocando tambor na frente da casa de ministro do STF. Vai vendo...", escreveu.

"Não é possível que uma pessoa diga que é CONTRA a violência e a outra entenda que ela é a FAVOR da corrupção. Isso é o quê? Gente... Deixa eu desenhar: Não pode bater no garoto que vai pra escola com camiseta vermelha e o MST também não pode bater em ninguém", acrescentou a apresentadora.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247