Mello Franco: Jucá poderia começar por esclarecer seu diálogo com Machado

Ao comentar as recentes tentativas do senador Romero Jucá de fazer comparações históricas para defender sua tentativa de mudar a Constituição para blindar os presidentes da Câmara e do Senado de investigações, o colunista Bernardo Mello Franco sugere que o peemedebista comece explicando seu famoso diálogo com Sérgio Machado; "O líder do governo Temer poderia esclarecer, por exemplo, por que defendeu o impeachment como a única saída para 'estancar a sangria'. Ele também teria a chance de explicar como funcionaria um acordo nacional 'com o Supremo, com tudo',", escreve o jornalista

Romero Jucá e Bernardo mello Franco
Romero Jucá e Bernardo mello Franco (Foto: Giuliana Miranda)

247 - Ao comentar as recentes tentativas do senador Romero Jucá de fazer comparações históricas para defender sua tentativa de mudar a Constituição para blindar os presidentes da Câmara e do Senado de investigações, o colunista Bernardo Mello Franco sugere que o peemedebista comece explicando seu famoso diálogo com Sérgio Machado. "O líder do governo Temer poderia esclarecer, por exemplo, por que defendeu o impeachment como a única saída para 'estancar a sangria'. Ele também teria a chance de explicar como funcionaria um acordo nacional 'com o Supremo, com tudo',", escreve o jornalista.

"Como candidato a historiador, Jucá é um grande presidente do PMDB. Se ele estiver mesmo interessado no ofício, poderia começar com um tema mais contemporâneo: seu famoso diálogo com Sérgio Machado.

O líder do governo Temer poderia esclarecer, por exemplo, por que defendeu o impeachment como a única saída para "estancar a sangria". Ele também teria a chance de explicar como funcionaria um acordo nacional "com o Supremo, com tudo".

Na tribuna, o senador preferiu deixar essa aula para depois. 'Nós só vamos comentar isso no processo. Não vou comentar aqui, porque investigação se faz nos autos", desconversou."

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247