Merval: delação de Odebrecht, sem incriminar Lula, não será aceita pelo MP

O jornalista Merval Pereira disse nesta segunda (25), na CBN, que os procuradores “não devem aceitar” a delação premiada de Marcelo Odebrecht; o motivo é porque ela conteria uma “versão adocicada” sobre a relação da empresa com o ex-presidente Lula e, mesmo desesperado após um ano de prisão e 19 outros de condenação, Odebrecht não tem ato de corrupção a relatar dele

O jornalista Merval Pereira disse nesta segunda (25), na CBN, que os procuradores “não devem aceitar” a delação premiada de Marcelo Odebrecht; o motivo é porque ela conteria uma “versão adocicada” sobre a relação da empresa com o ex-presidente Lula e, mesmo desesperado após um ano de prisão e 19 outros de condenação, Odebrecht não tem ato de corrupção a relatar dele
O jornalista Merval Pereira disse nesta segunda (25), na CBN, que os procuradores “não devem aceitar” a delação premiada de Marcelo Odebrecht; o motivo é porque ela conteria uma “versão adocicada” sobre a relação da empresa com o ex-presidente Lula e, mesmo desesperado após um ano de prisão e 19 outros de condenação, Odebrecht não tem ato de corrupção a relatar dele (Foto: Valter Lima)

247 - O jornalista Merval Pereira disse nesta segunda-feira (25), na CBN, que os procuradores “não devem aceitar” a delação premiada de Marcelo Odebrecht. O motivo é porque ela conteria uma “versão adocicada” sobre a relação da empresa com o ex-presidente Lula e, mesmo desesperado após um ano de prisão e 19 outros de condenação, Odebrecht não tem ato de corrupção a relatar dele.

O empreiteiro teria dito que fez favores ao ex-presidente, como em obras no sítio de Atibaia, mas sem que isso se vinculasse a qualquer contrapartida. Lula, aliás, nem mais presidente era.

Ele admitiria que o ex-presidente também ajudou, com seu prestigio pelo mundo, a empresa a candidatar-se obras em outros países, mas sem contrapartida por isso.

"Tem de arranjar um crime para o Lula, senão não tem negócio com redução de pena. É claro que isso é uma coação, só que não para o MP, para Sérgio Moro e para a mídia. E, claro, não para Merval. Já nem se preocupam em disfarçar que as delações são premiadas de acordo com o “prêmio” que oferecerem aos que só pensam “naquilo”: a condenação de Lula", afirma o jornalista Fernando Brito, do Tijolaço.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247